Terça-feira, 01 de Março de 2011
“Menino ou menina, não importa mais”
Ex-jogador Toninho Cerezo fala pela primeira vez sobre a filha transexual Lea T.
por Redação MundoMais

Toninho Cerezo, técnico e ex-jogador de futebol e sua filha, a modelo Lea T.Toninho Cerezo, técnico e ex-jogador de futebol e sua filha, a modelo Lea T.

O ex-jogador de futebol Toninho Cerezo abriu a guarda e falou sobre sua relação com a filha, a transexual Lea T., em entrevista publicada pela revista Lola. "Leandro ou Lea, menino ou menina, não importa mais, sempre serei seu pai e você, orgulhosamente, um pedaço de mim", disse Toninho para a revista, que chega às bancas nesta terça (1º).

Num texto emocionante, o ex-jogador da Seleção Brasileira afirma: “A paternidade é livre de qualquer padrão, de qualquer critério imposto pela sociedade. Filho deve ser aceito na sua totalidade, na sua integral condição de vida, independente da sua orientação sexual.”

Cerezo relatou histórias do jovem que nasceu Leandro, mas preferia os assuntos do universo feminino ao masculino. "Apesar de perceber as diferenças, percebi também que nada poderia fazer, e tudo que poderia dar a ele/ela era o meu amor incondicional". E completa: "Meu menino, minha menina, pra sempre, eternamente os dois serão meus".

Em entrevista à apresentadora Oprah Winfrey, Lea disse que fará a cirurgia de mudança de sexo na Itália, onde reside atualmente. Ela é natural de Belo Horizonte, e despontou no meio da moda como estrela de campanhas da Givenchy. Já beijou Kate Moss na capa da revista Love e veio ao Brasil em janeiro para desfilar pela grife de Alexandre Herchcovitch na SP Fashion Week.

Nesta semana, Lea T. vai desfilar na Semana de Moda de Paris e voltará ao Brasil em breve. A modelo é uma das convidadas para assistir aos desfiles das escolas de samba do Rio em um camarote, na segunda-feira de Carnaval (7).

Norma para comentários:
Acusações insultuosas e comentários em desacordo com o tema da matéria serão despublicados.
Comentários dos leitores (33)
cerzo11/03/2011 23:18
cerzo11/03/2011 23:18
Eis que entro nesta página para fer sobre o T. Cerezo e me deparo com uma trava
Kaiser10/03/2011 12:17
Kaiser10/03/2011 12:17
Eis que entro nesta página para fer sobre o T. Cerezo e me deparo com comentários preconceituosos num site gay. Preconceito em relação a opção da Lea, a sua beleza e preconceito sobre classe. Pô povo, olha o respeito em relação ao outro.
Léa09/03/2011 1:06
Léa09/03/2011 1:06
aff amei o bofao do pai, ela acho horrenda, meu amor vc modelo só se for de diga nao a dengue! vc é feia, cara de homem de cavalo e nariguda
Gutinho!07/03/2011 19:08
Gutinho!07/03/2011 19:08
Quanta agressividade! Será que disse algo que ofendeu tanto a colega? Calma amor!
Diego07/03/2011 15:36
Diego07/03/2011 15:36
Temos que aprender a conviver com isso e aprender a respeitar o direito dos outros e não sai por ai criticando!
erá q o pau comia ela?07/03/2011 7:22
erá q o pau comia ela?07/03/2011 7:22
acho q sim hein gente
Ao Gutinho07/03/2011 7:22
Ao Gutinho07/03/2011 7:22
Entao morra viado, quando for gozar se degola, bicha burra pao com ovo!
Gutinho!06/03/2011 12:45
Gutinho!06/03/2011 12:45
E não é que o povo fica muio sensibilizado com a vida alheia!! Fala sério! Haja tarja preta meu bem! Eu quero morrer gozando com meu pau!
gianecchinni e Lea05/03/2011 23:52
gianecchinni e Lea05/03/2011 23:52
meu povo Acordem nao rola, gianni gosta de pau e a LEA vai cortar o bilau, acordem. agora essa LEA é tudo hein que poder ela, quando vi na OPRAH ela fala com uma naturalidade, isso é resultado de uma boa criacao.
BAIANO03/03/2011 6:47
BAIANO03/03/2011 6:47
Então aquela história com Mrília Gabriela é lenda e Gianechini é do babado? Gostei do que Toninho CerEzzo falou, deve ser um bom ser humano. Abraços
Roberto03/03/2011 3:48
Roberto03/03/2011 3:48
Hum... estranho... ela nunca falou da relação com a família. Agora o pai aparece e fala que ama. Parece o pai da Ariadna... De repente todos os pais são à favor. Pra descontrair: o Gianecchini não vai se apaixonar por ela, porque ele gosta é de homem.
Tiago - Belo Horizonte/MG03/03/2011 3:38
Tiago - Belo Horizonte/MG03/03/2011 3:38
Marcos Poppodopoulous, eu não comparei minha história a de ninguém! Até porque a minha é bem diferente da dela! Apenas falei a minha opinião aqui como todos estão comentando! Bjos
Zé Serena da Glória02/03/2011 21:26
Zé Serena da Glória02/03/2011 21:26
Ronnan Nassau é um felizardo. Com uma família dessas e uma formação humanista recebida de berço, só pode ser feliz. Casado, e bem casado, com um milico, é um homem cheio de felicidade. Infelizmente, a maioria dos homossexuais não conquistou esses benefícios. As famílias, a maioria delas, chegam a ser homofóbicas, sejam ricas, de classe médias ou pobres. A rejeição no meio familiar é enorme, e até cruel. Aliviado, um companheiro contou, aqui, que a rejeição da mãe à sua condição sexual, com suas declarações homofóbicas, não o incomoda mais. Já superou o fato, e isso é muito bom. Quem dera pudéssemos, com essa facilidade, transpor ressentimentos, superar mágoas e elaborar rancores. Como é difícil ter uma mãe cheia de preconceitos e obtusa quanto à compreensão da sexualidade humana, cuja elasticidade é um fato incontestável, e ser obrigado a lhe devotar afeto e cuidados, por motivos éticos e legais. Há quem ache tudo isso uma tolice, mas, irmão, vai passar por um conflito como esse para que sintas como é ruim enfrentá-lo...
Marçal02/03/2011 18:51
Marçal02/03/2011 18:51
Quando Toninho Cerezo estava no algi de sua profissão, dava para perceber o homem simples e parecia ser respeitador diciplinado determinado e hospitaleiro bem ao jeito dos mineiros, parabens, pena que a Globo não botou ele pra falar sobre esse assunto , pelo menos muitos pais iriam ficar de queijo caido.
Fama, dinheiro, apoio do papai (que coroa gostoso) e ainda vai cortar o pau. Bicha de sorte! Será que Gianecchini vai se apaixonar por ela?
Euzim02/03/2011 14:04
Euzim02/03/2011 14:04
Gete, quanta gay amarga! Primeiro, Lea nunca disse que o pai foi contra ela em entrevista (isso é invenção). E depois, eu conheço muitos pais de amigos meus que os aceitaram sem qualquer problema, e ainda o defendem de piadinhas alheias. Alguns pais resistem no início, isso é compreensível, mas sabe que o amor deles é maior. Gente, até hoje nunca tive problemas com minha família em relação a isso. E TODOS sabem de mim. Até discuto assuntos sobre homens com minhas irmãs.
Lukas-rio02/03/2011 12:58
Lukas-rio02/03/2011 12:58
Amiguinhos, vcs acham que um troglodita desse aceita o filho boneca? Me poupe né!
Lukas-Rio02/03/2011 12:56
Lukas-Rio02/03/2011 12:56
HUMMM Ronann Nassau 24 aninhos , descendentes de holandeses, cristãos , bem criado, com carater, educado, com postura, larga do milico e casa comigo, vc é uma joia!
RONNAN NASSAU02/03/2011 11:31
RONNAN NASSAU02/03/2011 11:31
Tudo depende da formação dos pais, origens, berço, história de vida, enfim. Tenho 24 anos, sou gay, casado com um militar e o meu maior orgulho é o meu PAI que sempre me deu orientação e sempre me ensinou que acima da minha condição sexual eu tenho que ter postura, caráter, respeito para ser respeitado, educação, honra e responsabilidade por todos meus atos e escolhas. O meu marido foi bem aceito na familia, pois é um homem de honra também, não sou transex, sou um rapaz como outros tantos, mas tive o privilégio de nascer em uma boa familia, somos descendentes de holandeses, cristãos e bem criados, recebi uma educação e formação com principios humanistas. Infelizmente ainda na maioria dos países latinos predomina a educação machista-patriarcal. A aceitação no seio familiar principalmente pelo pai vai depender de muitos fatores, mas se o amor paterno for verdadeiro, ele será incondicional, do contrário para um pai, o filho ou filha será apenas um mero capricho da reprodução masculina.
Paulo02/03/2011 9:51
Paulo02/03/2011 9:51
Bom cada tem o direito de dar sua opinião mas a pessoa mas certa pra dizer se pai esta certou erado é propria filha (o) Lea por que da mesma forma que tem pais que não aceita seu filho (o) como ele é tem os que aceita,o importante é que eles estão felizes
Marcos Poppodopoulous02/03/2011 9:33
Marcos Poppodopoulous02/03/2011 9:33
Tiago de Belo Horizonte: Também sou de BH e te digo - Primeiro:Quem vê brilho nos olhos ou é oftalmologista, eletricista, ou maquiador. Segundo:Todo gay que se assume para família por mais que exista amor, carinho, respeito e admiração sempre guarda alguma mágoa e quando esta mágoa vem a tona dói um pouco mas fortalece mais a auto estima da pessoa. Terceiro: Pai que é pai por mais que seja macho ou troglodita sempre quer ver um filho comedor - fazedor de filhos. Isso é uma coisa que a sociedade impõe. É a mesma coisa ouvir "prefiro ter um filho bandido, drogado do que ter um filho gay" Isso dói mas quando eu lembro do meu pai hoje falando isso não me afeta mais em nada. Quarto: Dinheiro traz muita alegria mas também traz muita dor de cabeça - então você dizer que a família da Lea T só a aceita por causa do dinheiro.....Você falou algo de uma tremenda ignorância. Resumindo: se você tem algum trauma parecido com o que la passou e que te deixou marcado muito magoado - NÃO SE COMPARE COM ELA OU A NINGUÉM - Podemos ter fatos parecidos com o de todos - por mais que sejamos parecidos ou casos parecidos com os casos de celebridades - as conseqüências nuca serão as mesmas.
Marcos Poppodopoulous02/03/2011 9:24
Marcos Poppodopoulous02/03/2011 9:24
Impressionante esse pequeno trecho da entrevista do Toninho Cerezo. Não deve ter sido fácil no início mas Lea T. mostrou maioridade e muita responsabilidade para ter este carinho tão grande de seu pai. Isso é raro ainda hoje em dia um pai aceitar esta transformação. Já é difícil demais para os pais verem seus filhos se assumirem. Em muitos casos acontece o afastamento da família, em outros casos muito bem trabalhados com foi o meu caso - minha família viu que eu soube me impor indiferente fosse minha sexualidade diante deles, diante de meus amigos e o meu ambiente de trabalho - eu sou HOMEM porém minha sexualidade não é obrigatoriamente vir antes de mim para que todos venham a se chocar. Acredito que se você homossexual ou não quer ser respeitado pela sua condição primeiro temos que nos respeitar e respeitar o ambiente onde convivemos. Nada de levantar bandeira, darmos o rosto para os tapas e as agressões ou de dar carão......
ASSINANTE02/03/2011 7:41
ASSINANTE02/03/2011 7:41
Atitude bonita, gesto NOBRE. Não é fácil encarar uma situação dessas. Vamos ver o lado dele. Mas a lição mais importante ele deu: DEDIDOU AMOR INCONDICIONAL A FILHA. Isso sim é fato. Não há como fingir isso! Toninho provou que é um grande HOMEM!
Se Toninho Cerezzo finge que aceita a filha por ela trazer muito dinheiro para sua conta bancária, que a consciência dele o coloque no caminho dos trilhos. E ela sabe fazer isso muito bem. Não é nada agradável...
Tiago - Belo Horizonte/MG02/03/2011 5:44
Tiago - Belo Horizonte/MG02/03/2011 5:44
Não sei se acredito nele! Soa muito falso tudo! A entrevista dela pra Patrícia Poeta no Fantástico quando ela disse que a família dela aceitava bem, dava pra ver que no fundo ela estava mentido! Não tinha brilho nos olhos para se falar com orgulho da família! Na verdade se alguém aceita ela hoje, está aceitando é o dinheiro que ela está ganhando! E pra não ficar feia na fita, ela fingue que tem uma família que sempre a apoiou e eles fingem que sempre a aceitaram! Ela sai lucrando como um bom modelo de Transexual e eles como de família moderninha como falaram. No fundo pelo olhares dela, dá pra ver tem se tem muita mágoa! Mas eu torço muito que essa aceitação mesmo seja sincero e que ela faça muito e muito sucesso! Ela é linda, dá de 10 a 0 em muita mulher "original de fábrica" e quero muito que ela leva o nosso nome, de todos do meio, cada vez mais nas passarelas! Espero que ela seja feliz! E que ela encontra em seu caminhos amigos sinceros e pessoas que realmente a ame. No Fantástico ela transpareceu muita simpatia! #ProntoFalei.
Gustavo02/03/2011 5:02
Gustavo02/03/2011 5:02
Ele nunca deu a mínima pra Filha, fingia q ela nao existia ... Ela mesma disse isso numa reportagem ... Ele não a aceita de jeito nenhum, só está fazendo esse discurso moralista, pq quer ser visto como o modernão, sem preconceito ... E pq sabe que pode entrar uma boa grana em seu bolso ... Mas na vida real, duvido que ele a trate bem
fred soares02/03/2011 3:15
fred soares02/03/2011 3:15
lógico, neh? o traveco começou a ganhar dinheiro.... se fosse pobr e ele continuara odiando como sempre fez.
Alex - BH02/03/2011 0:38
Alex - BH02/03/2011 0:38
Quem dera se todos tivessem um pai assim...
Emocionante esse depoimento de Toninho Cerezzo. Quem tem um pai assim possui na certidão de nascimento e no coração um tesouro. Parabéns, Toninho! Gente como tu dignifica a condição humana. Pais que amam e aceitam os filhos como são dão exemplo de altivez e de valores morais nobres que só os colocam num degrau superior de evolução. Se todos nós tivéssemos pais com essa grandeza, nossa vida seria muito mais fácil e não seríamos tão perseguidos e maltratados dentro dos nossos lares. Há muitos pais que, na rua, são politicamente corretos, condenando quem nos condena, mas, dentro de sua moradia, hostilizam os filhos homossexuais. Gente pequena e hipócrita. Dá-lhe, Toninho! Tu não foste tão somente um grande jogador de futebol. Hoje, tu demonstras ser um grande ser humano.
01/03/2011 23:49
01/03/2011 23:49
Emocionante de ler...
Euzim01/03/2011 22:40
Euzim01/03/2011 22:40
Gosto disso. Um pai verdade, um pai de amor, ama seu filho incondicionalmente. Ama, respeita e aceita. Deus é pai, ele nos ama, nos aceita e nos respeita. Quem são as religiões para pregar o contrário? Um bando de adoradores do mal, que ainda não entenderam o significado das palavras perdão, amor e comunhão. Será que um pai humano é maior do que um pai divino? Mostre a atitude deste homem aos religiosos fundamentalistas.
Depois de Lea T, um caminha de oportunidades para outros, Se a Lea T, pode nas passarelas a Ariadna também pode na Playboy. Quardadas as diferenças do pedegree, mas é fato que o horizonte sinaliza bastante surpresas à sociedade como um todo.Um grande abraço a cada um dos seres que de um modo árduo e continua bravamente defendem seus espaços. Tal qual a força para nascer, tal para viver. Óbvio que o pai , independente de ter pertencido ao mais heteros dos esporte, não se prostituiu na consciência e assumiu exemplarmente sua paternidade diferente de alguns calhordas outros que transitaram pelos mesmos lugares. A ti também, Toninho Cerezzo toda luz na sua jornada.Quando estiver por perto, aparece.para um drink!! Abraços.
Uendel01/03/2011 21:59
Uendel01/03/2011 21:59
Excelente posicionamento assumido por Toninho Cerezo! Fico feliz em ver um homem e pai reagindo de maneira tão carinhosa e compreensiva quanto à condição de sua filha. Não deveria ser diferente, mesmo!
Faça seu comentário!
Nome

Faça seu comentário:

LEIA TAMBÉM
LEIA MAIS
20/10/2014 NOTíCIAS » Eles ficam com homens e negam ser gays. Conheça os g0ys de Brasília!
20/10/2014 NOTíCIAS » Vaticano divulga mensagens e pede respeito aos homossexuais.
17/10/2014 NOTíCIAS » Otaviano Costa ganha selinho de Rodrigo Hilbert em Amor & Sexo.
17/10/2014 NOTíCIAS » Delicie-se com os strippers virtuais do Câmera Privê: prazer sem limites pra você!
16/10/2014 NOTíCIAS » Venha curtir peças fresquinhas da W FOR UP, que vão te acompanhar neste verão!
15/10/2014 NOTíCIAS » Casal de pastores comemora dupla paternidade em certidão de nascimento do filho.
15/10/2014 NOTíCIAS » Igreja Católica discute mudar maneira de lidar com homossexuais.
14/10/2014 NOTíCIAS » Igreja Ortodoxa divulga calendário 2015 contra a homofobia.Vem ver!
Pedro
Twitter
Facebook
© Copyright 2013 MundoMais. Todos os direitos reservados.