Segunda-feira, 07 de Março de 2011
Héteros se tornam gays no Carnaval
Edição da revista Época coloca em questão o fato de héteros se travestirem de mulher no Carnaval.
por Redação MundoMais

A capa deste fim-de-semana de Carnaval da revista Época chama atenção: a bandeira gay aparece com a cor vermelha derramando-se em referência ao sangue de milhares de homossexuais mortos por homofobia. A chamada, "Amor e Ódio aos gays", engancha a atual festa que acontece no país. "No Carnaval, o Brasil aceita, imita e consagra os homossexuais. Por que, no resto do ano, há tanta violência?", questiona.

A reportagem faz um resumo dos recentes casos de homofobia ocorridos em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Quanto a liberdade que gays e lésbicas adquirem no Carnaval, a reportagem conversou com Carlos Tufvesson, coordenador especial de Diversidade Sexual do município do Rio, que acaba de lançar a campanha Rio: Carnaval sem preconceito.

"Muitos dos homens que saem de vestido e maquiagem nos blocos de Carnaval vão agredir homossexuais no resto do ano ou mesmo quando tirarem a fantasia", afirmou Tufvesson. Na mesma linha de pensamento seguem declarações de Maria do Rosário, atual secretária dos Direitos Humanos. "Esses ataques são crimes de ódio e não podem se consolidar como uma prática cotidiana. Isso é inaceitável", disse.

O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) e a senadora Marta Suplicy (PT-SP) também são citados como fortes apoiadores no Congresso para a aprovação da lei que torna crime a discriminação por orientação sexual, o PLC 122.

Apesar da boa intenção, é justamente na criminalização da homofobia que a matéria peca. Com uma discussão rasa sobre o projeto de lei, a reportagem termina com declarações de Ives Grandra Martins, jurista paulistano, que afirma ser desnecessária a criminalização da homofobia, alegando que até piadas contra gays se tornariam crime. Augusto Nicodemus Gomes Lopes, presidente da Universidade Presbiteriana Mackenzie, também é citado. "Ensinar e pregar contra a prática do homossexualismo não é homofobia", declarou o presidente em um manifesto que se espalhou na internet.

De modo geral, a abordagem do assunto pela revista Época deve ser vista como positiva à comunidade LGBT, por abordar um crime que é visto por milhares de brasileiros como mais um ato de violência e não como um crime de ódio.

Facebook do MundoMais
Norma para comentários:
Acusações insultuosas e comentários em desacordo com o tema da matéria serão despublicados.
Comentários dos leitores (22)
GAUCHA27/12/2011 17:48
GAUCHA27/12/2011 17:48
ACHO que falta muito educação , para esta gente ele nunca tiveram, familias e educação e respeito , pq os gays hj são simbolos sw promiscuidade , hj um pai de familia dá a bunda e infecta sua mulher de aids ,e ninguém é responsavel , por isso deixam assim , o governo so apoia gays e pronto , nós heteros somos lixos , para eles e se falarmos algo , somos condenados por homofobia , quero saber qual nosso direitos , como heteros , qual dia nos vamos poder dormir , sem sonhar que nosso marido nao vai nos trazer aids, para casa .
MARI27/12/2011 17:39
MARI27/12/2011 17:39
ACHO ENGRAÇADO , QUE FALAM DE GAYS NORMALMENTE, MAS PARA NOS AGREDIR QUE SOMOS HETEROS, NINGUEM PENSA, E NINGUÉM NOS RESPEITA, E TAMBEM , NÃO RESPEITAM NOSSO FILHOS E MARIDOS , SO SEI QUE GAY NENHUM PENSA , QUE MEU MARIDO E MEU FILHO TEM MAES, E NAO GOSTAMOS DE DAR A BUNDA E NEM QUEREMOS COMER A BUNDA DE NINGUEM
Rogerio em resp, ao triste 19/03/2011 15:29
Rogerio em resp, ao triste 19/03/2011 15:29
Caro amigo , desculpe mas vc está generalizando os gays , claro que ser forçado a fazer algo que não goste no caso você denominou estrupo por gays é inaceitavel , porem , lhe faço uma pergunta quer dizer que tenhamos de levantar a banderia e gritar MORTE AOS HETEROS , pois os estrupadores em sua maioria ou em sua totalizadade são HETEROS , pelofilos em sua maioria são heteros , TEREMOS QUE AGREDIR TODOS OS HETEROS???? , POIS sua colocação denomiou todos os gay estrupadores , iremos então reprimir todos os heteros na rua tb ???????
Triste12/03/2011 22:44
Triste12/03/2011 22:44
Ao buscar no google sobre violência de gays contra heterossexuais acabei achando esse blog. Bem, o que tenho a dizer é que fui vítima desse tipo de violência no carnaval de Diamantina-MG. Enquanto um brutamontes me aplicava um mata-leão por trás otro gay nogento tentava me beijas a força e um grupo de viados asquerosos gritavam beija beija. Foi o por momento da minha vida. Quando consegui me soltar, chamei a polícia e eles tiveram o que mereceram. O que tenho a dizer é que a partir de agora não tratarei mais com tanto repúdio manifestações homofóbicas. A comunidade gay não é homogênea como todas as outras, existem pessoas nessa comunidade que não merecem respeito. Sinceramente após essa violência sexual perdi completamante o respeito por qualquer indivíduo que seja gay. Tomara que as polícias do Brasil se conscientizem disso e passem a reprimir qualquer aglomeração de gays na porrada porque é isso que estupradores merecem.
Marçal10/03/2011 23:20
Marçal10/03/2011 23:20
É muito facíl aceitar os homossexuais, basta ficar conhecendo as declarações dos direitos humanos e pronto.
Marçal10/03/2011 23:19
Marçal10/03/2011 23:19
Eu odeio quando alguém usa o termo homossexualismo, eu me sinto como se eu fosse um ciminoso, eoutras coisas terminadas com lismo.Seria bom se pelo menos usassem o termo homossexualidade, então porque não falam heterosexualismo.
Duwa Tavares10/03/2011 15:09
Duwa Tavares10/03/2011 15:09
Estar mais do que na hora das máscaras da homofobia serem arrancadas de fato das façes mediocre de tantos Brasileiro, Viva a Diversidade.
Em que se pese a necessidade extrema de educação de alguma nível, há que se questionar a qualidade desta que está se recebendo a se julgar por reitores que possua tais convicções de pensamento. O que é um emboglio psiquico para muitos, auxiliares, coordenadores, professores e os clientes patrocinadores deste processo sistemático, a saber o aluno, é que o curricúlo o é por muitas vezes, multifractario fazendo com que você, desejosp de ter a melhor cabeça pensante possível, vá generosa e humildemente catando os cacos disso e daquilo para no fim dar o ser acadêmico e final que você é ou representa ser. E sem qualquer questionamento ou com algum, mas desqualificado e fragrantemente falho, você se descobre igualzinho a eles, ou ao menos o compreendendo ou tolerando, isto porque você é gente como a gente e gente como eles, tal qual sem tirar nem por, lamentavelmente.Pois ainda somos o mesmo que eles e vivemos como eles, mesmo tendo feito tudo o que já foi feito por nós.
ALEX09/03/2011 15:02
ALEX09/03/2011 15:02
aCHO QUE METADO DOS HOMENS E MULHERES FAZ SEXO COM HOMENS E A OUTRA METADE QER FAZER MAIS TEM MEDO.
marcos09/03/2011 10:10
marcos09/03/2011 10:10
ESSES CARAS QUE APROVEITAM O CARNAVAL PRA SOLTAR A FRANGA SÃO OS MESMOS QUE DE VEZ EM QUANDO TRANSAM COM MACHOS E DIZEM PRA SÍ MESMOS: FOI SÓ UMA FANTASIA, SOU ESPADA! QUE DIA O MUNDO VAI ENTENDER QUE TODO HOMEM É, FOI OU SERÁ GAY UM DIA? OU MORREM FRUSTRADOS E ESTRESSADOS...
CÁSSIO09/03/2011 0:17
CÁSSIO09/03/2011 0:17
"Ensinar e pregar contra a prática do homossexualismo não é homofobia" - a frase, em si, já carrega forte teor de preconceito. Qualquer homossexual bem informado sabe que o termo "homossexualismo" deve ser repudiado, pela fácil associação que se faz com transtornos e doenças, em função da desinência "-ismo". Seria interessante também, junto com a PLC 122, houvesse a criação de uma cartilha de termos (odeio esta expressão!) politicamente corretos para o tratamento de homossexuais. Fico espantado ao ver pessoas, teoricamente, são bem instruídas e cultas, usarem costumeiramente esse vocábulo e não haver nenhuma espécie de reação por parte da imprensa, dos órgãos de defesa dos direitos homossexuais e das autoridades competentes no assunto.
CÁSSIO09/03/2011 0:10
CÁSSIO09/03/2011 0:10
A criminalização da homofobia infelizmente é necessária. Basta comparar o tratamento dado aos negros antes e depois que leis os protegem começaram a vigorar. Com relação à tolerância à diversidade sexual, as leis não ensinam, mas causam temor pelas punições que pressupõem. Acho muito válida a PLC 122, uma vez que, infelizmente, os gays nem sempre são levados a sério. Não duvido que muito policial, delegado e agente judicial machista já tenha desprezado queixas ou zombado de reclamações e problemas que os gays sofrem. O Brasil só aprende na "marra". Essa lei tem que ser aprovada e toda a comunidade GLBT tem que ser forte na cobrança dela.
Henrique08/03/2011 19:51
Henrique08/03/2011 19:51
Que frase pode ser mais homofobica que essa: "Ensinar e pregar contra a prática do homossexualismo não é homofobia", Pelamour, alguem mais viu a contrarietoriedade nisso? Como uma pessoa consegue falar uma asneira nessa
Galdin08/03/2011 14:01
Galdin08/03/2011 14:01
Li a matéria na revista e também acredito que ela pecou ao citar a criminalização da homofobia e o PL 122/06. De resto, foi boa dando visibilidade a homofobia contraditória que acontece em nosso país.
paubrasil8008/03/2011 12:17
paubrasil8008/03/2011 12:17
Aonde ,heterossexual .sente vontade de se vestir de mulher.è um prazer no minimo estranho,são aqueles tipo que a semana inteira e heterossexual e aos final de semana pega folga e vai a uma boite ou sauna gay escondido das esposa.
Carlos08/03/2011 9:09
Carlos08/03/2011 9:09
Um dos grandes problemas, na minha opinião, é o Brasil eleger em todos os aspectos, este bando de gente retardada, velha (não só de idade, mas de idéias) cujas idéias estão presas ao passado ou só pensam em se beneficiar e na maioria das vezes ainda acredito que votem contra nós por uma questão de ignorância mesmo.
felipe08/03/2011 0:19
felipe08/03/2011 0:19
detalhe. a epoca eh uma revista de merda! ultra conservadora!!! naum acreditem que eles colocaram essa materia porque acreditam na causa. outra coisa a materia tambem eh outra MERDA!
felipe08/03/2011 0:13
felipe08/03/2011 0:13
a explicacao eh logica, porque o carnaval e o ato de se fantasiar muitas vezes tem o tom de piada. de fazer rir as pessoas. e eh assim que os homossexuais sao tratados em nosso pais, como uma piada. fico de cara quando vejo declaracoes como a de ives grandra e do augusto nicodemus. outra piada.
Gaucho07/03/2011 21:49
Gaucho07/03/2011 21:49
Há 2 lados da moeda: de um lado, acredito que tenha muita biba enrustida q se aprovieta destas festas pra soltar a loooouca que tem dentro de si...aí diz " é só pelo carnaval"...e os que não fazem por isto, acho que é porque o ser gay é motivo de deboche... "me visto de gay e estou pronto pra dar risada", como se ser gay fosse algo caricato e engraçado...afinal, carnaval é pra se alegrar e dar risada...quer coisa mais engraçada do que ver teu chefe vestido feito uma gazela??? (Na opinão dos heteros, claro...eu não concordo, estou tentando me colocar na visão deles)... Ou o fazem por deboche...ou o fazem pra poder soltar a biba q tem em si...
Lucca07/03/2011 16:41
Lucca07/03/2011 16:41
Tanto o doutor Yves Gandra quanto o augusto presbítero Nicodemus estão vocalizando o papel que lhes cabe numa sociedade plural,por mais estranho que isso possa parecer. Estranho,mesmo, é ver comportamentos semelhantes daqueles/daquelas que deveriam expressar a visão e os direitos do "outro lado". Me refiro, por exemplo, à pequena adesão de liberais democratas em geral a propostas políticas mais inclusivas e tolerantes. Acho que é aí que a porca torce o rabo: para cada doutor ou presbítero falando besteira temos uns bons milhões calando bobagens... Penso que nossa sociedade precisa, ainda, de se "desamordaçar". So aí vamos poder responder melhor aquelas perguntas básicas: quem somos ? prá onde vamos ? com quem vamos ?
Gatinho Quente07/03/2011 15:17
Gatinho Quente07/03/2011 15:17
Segundo^^ quero pegar primeiro^^
Ailton Carvalho07/03/2011 15:03
Ailton Carvalho07/03/2011 15:03
Acredito que estamos vivendo tempos que determinarão novos rumos da nossa forma de se organizar socialmente! A sociedade civil aponta sua insatisfação com a intolerância aos homossexuais. Somos iguais e temos nossas diferenças! Viva a diversidade!!!! Fico feliz em viver esse momento atual, nós homossexuais, temos que romper com o estigma e "sair do armário", para que não valorizemos este lugar de gueto que querem sempre nos colocar. Vivo meu casamento com meu companheiro de forma honesta e comprometida, somos professores universitários e levamos um relacionamento claro, não só para a sociedade, mais pra gente mesmo, não ocultamos o que somos e como vivemos! Sigamos juntos e firmes no processo de rompimento da opressão que o preconceito faz com que tantos sofram emocional e fisicamente nesta sociedade que nos coloca tantos deveres e pouquíssimos direitos.
Faça seu comentário!
Nome

Faça seu comentário:

LEIA TAMBÉM
LEIA MAIS
24/04/2014 NOTíCIAS » Comissão retira trecho contra discriminação de gênero e sexual do PNE.
24/04/2014 NOTíCIAS » Nova York inaugura escola de boxe exclusiva para gays.
23/04/2014 NOTíCIAS » Casal gay francês de fotógrafos provocam conservadorismo, erotizando figuras religiosas.
23/04/2014 NOTíCIAS » Luis Miranda viverá transex mãe de Lázaro Ramos em próxima novela da Globo.
22/04/2014 NOTíCIAS » São Paulo e Tóquio abrem calendário de paradas gays pelo mundo.
22/04/2014 MúSICA » Novo CD da Madonna já está pronto e terá capa fotografada esta semana. Saiba mais!
21/04/2014 NOTíCIAS » Portaria garante visita íntima para presos gays e determina que travestis sejam levadas para cadeias femininas.
21/04/2014 NOTíCIAS » A nova coleção da W FOR UP está cheia de atitude e super moderna. Vem ver!
Intima Cor
Pedro
Lauro
Eric
Twitter
Facebook
Orkut
© Copyright 2013 MundoMais. Todos os direitos reservados.