Segunda-feira, 21 de Março de 2011
São Paulo
Futebol das Drags
Drag Queens reúnem-se em partida de futebol contra a discriminação, na zona oeste de São Paulo.
por Redação MundoMais

Silvetty Montilla, em sua atuação como juízaSilvetty Montilla, em sua atuação como juíza

Mais uma vez, atitudes de luta social ganham as ruas de São Paulo. O Futebol das Drag Queens aconteceu ontem, numa rua da Barra Funda (zona oeste), e reuniu crianças, gestantes e casais (homo e héteros) para assistirem à partida.Os organizadores e visitantes reconhecem que, além da diversão, o evento promove a diversidade sexual em São Paulo.

A atividade faz parte do calendário oficial da cidade e, no ano passado, atraiu cerca de duas mil pessoas, entre torcedores e fãs. A partida reúne times formados por drags, personalidades da noite e seus amigos, e o encerramento conta com shows e DJs da cena LGBT paulistana.

"É um evento interessante para divulgar a cultura gay", diz Denis Araújo, 38, enquanto assiste ao início da partida. Ele conta que participa do evento desde sua primeira edição, há 15 anos.

Um palco foi montado ao lado do campinho, para complementar a festa, que movimenta o comércio local. Após alguns minutos de jogo, a drag Michelly Summer faz a primeira apresentação, apostando no sertanejo.

A partida torna-se quase que secundária na festa, e algumas das regras do futebol são esquecidas. As drags do meio de campo não hesitam em pegar a bola com as mãos. A famosa transformista Silvetty Montilla atuou como juíza, arrancando boas gargalhadas do público com seus comentários. A platéia também contribuiu com a arbitragem.

O evento começou como uma forma de comemorar o aniversário da boate Blue Space, e ganhou forças com ações contra a homofobia, tendo apoio estrutural da Prefeitura de São Paulo.

Norma para comentários:
Acusações insultuosas e comentários em desacordo com o tema da matéria serão despublicados.
Comentários dos leitores (12)
Saulo Lambidela25/03/2011 9:04
Saulo Lambidela25/03/2011 9:04
Dá-lhe, DK ! Ser obrigado a ouvir pastores como Malta, Crivela, Edir, Malafaia e outros e ainda assistir a Bial jogar sua carreira vitoriosa de jornalista no lixo, apre$entando um programa nojento como BBB, é dose para mamute, mas somos obrigados a engoli-los. Futebol de drags não pode ? Plantemos batatas no asfalto e ganharemos muito mais. Drags, travestis e transexuais, pelas barras que enfrentam, são muito mais machos que a maioria dos que ficam arrotando virilidade, mas, na hora agá, gostam de se acororar sobre a carne, rija, sem osso, aquela que não é laticínio, mas produz um leitinho... Palmas para esse povo discriminado e alvo de tantos preconceitos. Ele é vitorioso só pela luta que enfrenta e pela identidade que assume publicamente, sem contar com todas suas conquistas. Um beijo no coração de cada um deles.
DK25/03/2011 0:49
DK25/03/2011 0:49
Desnecessário?! Só porque incomoda (e não sei como!) aos héteros egocêntricos e aos gays como vc, Gigio?! Esapirecer e lutar não pode? Se eu sou obrigado a ouvir e ver gente como Silas Malafaia, Magno Malta, Pedro BIal e pastor Crivela, não posso ver drags nas ruas?! Ui ! Hitler também queria um pouco de... "higiene" confortável...
Pessoal, há uma enquete no Jornal Hoje, na Globo, para o telespectador votar se é a favor ou contra a aprovação da lei que torna crime a homofobia. No momento está 56% a favor e 43% contra. O contra pode ganhar, gente! A diferença está pouca. Deve haver muito evangélico de plantão, votando. Vamos votar tbm!¨¨¨¨¨¨¨Paulinho BSB
Rafael Myranda22/03/2011 16:21
Rafael Myranda22/03/2011 16:21
Perfeito...quem derá que tivesse eventos como esse aki na Bahia... Estão de Parabens!!! Abração Homoafetivo!!! Rafael Myranda Grupo Contra o Preconceito-BA
Gustavo22/03/2011 12:51
Gustavo22/03/2011 12:51
Aii que legal, adorei!!! deve ter sido super engraçado! rs
Salto do Descanso22/03/2011 7:04
Salto do Descanso22/03/2011 7:04
Não gosto de futebol. Gosto de ver os jogadores bonitos, com coxas maravilhosas, com aqueles corpos divinos. No entanto, é inegável que esse esporte aproxima as pessoas e as torna todas iguais, pelo menos naqueles momentos. Não sinto atração física por travestis, transexuais e drags, mas os respeito e defendo intransigentemente o direito de se manifestarem e serem respeitados e acolhidos pela sociedade. São nossos parceiros de identidade sexual e, acima de tudo, seres humanos. Merecem nossa defesa e nossa solidariedade. E são criativos, porque há alguns anos realizam esse evento. Parabéns à Prefeitura de São Paulo que o apoia. Aproximação entre as pessoas ? Sempre, e cada vez mais. Para o bem de todos.
RICARDO PESSOA LINDENBERG21/03/2011 23:20
RICARDO PESSOA LINDENBERG21/03/2011 23:20
Independente de Gays serem cidadãos ou florestão trabalhadores, dignos, de familia, excelentes profissionais, stars, celebridades, etc.. São uns putas seres humanos imperfeitos sujeitos a erros emocionais e tudo. Uma catarse dessa,para sublimar as tensões, é mais que necessaria. É algo divino e normal. Nem original ou inédito, apenas preventivo, de repente.Um autentico desbunde, eu eu gosto.
Paulinho BSB21/03/2011 22:52
Paulinho BSB21/03/2011 22:52
É isto, Pietro Barigoldi e Júlio.
Pietro Barigoldi21/03/2011 19:38
Pietro Barigoldi21/03/2011 19:38
Aparentemente, uma brincadeira. Mas, no fundo, um evento desses abre a possibilidade de diálogo com a vizinhança, que forma uma parcela da sociedade. Toda a aproximação entre homo e heterossexuais é valiosa e encerra uma vitória: quanto menor a distância entre as pessoas, melhor. Todos saem ganhando com essa parceria, descontraída, informal, saudável e alegre. Precisamos URGENTEMENTE erguer pontes com todas as pessoas. Somente elas nos farão passar por cima das correntezas do preconceito, do ódio, da intolerância e da discriminação, sempre lamentáveis. Viva as pessoas próximas umas das outras. Viva o amor, a paz, o entendimento e a solidariedade.
julio21/03/2011 18:52
julio21/03/2011 18:52
caro Gigio, nao vejo a relacao entre um jogo de drags e o odio da sociedade, vc deveria se informar um pouco sobre discriminacao, estes eventos criam a oportunidade da "sociedade normal" ver a diversidade e conhecer verdadeiramente o que sao drags, desta forma quebrando mitos e preconceitos. O fato de nos gays nos escondermos apenas alimenta a duvida e mitos. Tente olhar as pessoas alem da casca. caso contrario vc esta sendo preconceituoso (criando um conceito antes de conhecer a pessoa).
Gigio21/03/2011 18:12
Gigio21/03/2011 18:12
Desnecessário. Por isso a sociedade odeia os Gays. Bando de bichas escrotas, burras e afeminadas.
Em Beberibe, Ceará, cidade a 80km de Fortaleza, ela apita os jogos de futebol...qdo ela vai apitar esse jogo aki em sp........???
Faça seu comentário!
Nome

Faça seu comentário:

LEIA TAMBÉM
LEIA MAIS
01/10/2014 NOTíCIAS » O prazer que você procura está ao alcance da sua cam, a qualquer hora. Vem ver!
01/10/2014 NOTíCIAS » Solteiríssimo, Harry Louis dá autografo ousado em bumbum de fã.
30/09/2014 NOTíCIAS » Revista Gay Times elege ex-primeiro-ministro Tony Blair um ícone gay.
30/09/2014 NOTíCIAS » Indignado com homofobia, padeiro divulga mensagens em sacos de pão.
29/09/2014 BELEZA » O coque samurai está de volta, e traz sensualidade na medida certa. Vem ver!
29/09/2014 NOTíCIAS » Quatro iniciativas pró-LGBTs estão bombando na rede, após discurso homofóbico de Levy Fidelix.
26/09/2014 NOTíCIAS » Da inexistência da homossexualidade invisível: onde está a validação que todos buscamos?
26/09/2014 NOTíCIAS » Ator pornô Jessie Colter se casa em Louisville e deve continuar a carreira. Vem ver!
TV G Mix
Twitter
Facebook
© Copyright 2013 MundoMais. Todos os direitos reservados.