Segunda-feira, 18 de Abril de 2011
Expulso por beijar o namorado
Em primeiro encontro, casal gay troca beijo e é expulso de pub inglês.
por Redação MundoMais

Beijo coletivo em frente ao pub John SnowBeijo coletivo em frente ao pub John Snow

LONDRES - Jonathan Williams, 26 anos, e James Bull, 23, estavam tentando curtir o primeiro encontro quando foram expulsos de um pub em Londres após protagonizarem um beijo. Revoltado com o episódio, Williams desabafou no Twitter e, 24 horas depois, viu o assunto ganhar destaque em diversos meios de comunicação ingleses.

Sete anos morando em Londres e nunca me senti mal por ser gay. Há 45 minutos o pub John Snow me expulsou por beijar meu namorado, disse Williams no Twitter, na quarta-feira à noite (13). O recado deu início a uma série de comentários contra o pub.

Bull disse ter se sentido ''fisicamente mal'' após uma mulher, que dizia ser a gerente do local, ter exigido que ele se retirasse, chamando-o de ''obsceno''.

Entre manifestações de apoio e críticas ao pub, o ocorrido com o casal motivou um grupo a organizar um protesto às 19h do dia 15, sexta-feira (15h no horário de Brasília), em frente ao John Snow, de onde o casal foi convidado a se retirar.

Eles tinham a intenção de realizar um "beijaço coletivo" dentro do pub, localizado no centro da cena gay da capital londrina, mas os proprietários do estabelecimento fecharam as portas, e a manifestação continuou ruidosamente do lado de fora.

Apesar de a maior parte de Londres ser 'amiga dos gays', a aparente discriminação contra Jonathan e James mostra que o preconceito continua, mesmo em um bairro gay como o Soho, disse o ativista Peter Tatchell.

O jornal britânico “The Guardian” criou até um blog para acompanhar as manifestações e os protestos sobre o caso, enquanto Williams está sendo chamado para conceder entrevistas em várias emissoras de TV e rádio.

Achei isso muito preocupante. Sabia de dois incidentes em que casais gays foram barrados em pubs no mês passado, disse Paul Shetler, 50, um dos organizadores do protesto de sexta-feira. Imagino que isso seja humilhante para um casal e não acho que devemos deixar isso passar, completou, após tomar conhecimento do caso pelo Twitter.

Shetler disse que mesmo em Soho, uma área onde várias bandeiras do arco-íris, símbolo dos gays, estão à mostra, “algumas pessoas pensam que é OK ser gay em um bar gay, mas não em um lugar para heterossexuais, o que é inaceitável”, disse.

Em seu Twitter, Bull disse que ele e Williams ainda não sabem se estarão no protesto, que deve reunir 400 pessoas, mas pediu que todos os que comparecerem “levem o máximo de heterossexuais”, pois o protesto é também “um ato de inclusão”.

A Polícia Metropolitana de Londres está investigando caso. Até agora, os representantes do pub John Snow e da cervejaria Samuel Smith, proprietária do estabelecimento, ainda não se pronunciaram.

Facebook do MundoMais
Norma para comentários:
Acusações insultuosas e comentários em desacordo com o tema da matéria serão despublicados.
Comentários dos leitores (32)
MARCOS SP31/05/2011 1:40
MARCOS SP31/05/2011 1:40
FALTA VERGONHA NA CARA .............
VansDivi11/05/2011 1:03
VansDivi11/05/2011 1:03
Gente... Desenvolvimento é uma coisa tão relativa....
C.C.10/05/2011 12:04
C.C.10/05/2011 12:04
Ai vai galera, faz beijaço e essa notícia fica so five minutes ago. An Irish please, bartender....
Maravilha.... vcs expressam em palavras o que muitos pensam.... Infelizmente a comunidade gay se acha um pouco acima.... Cada caso é um caso e precisamos usar o bom censo para julgar.... tem muita gente exagerando por aí e se fazendo de vítima... Sempre disse que o maior causador do preconceito é o próprio gay... Pode sim se expor.... mas o respeito ao outro e a sí mesmo é fundamental....
Do Paulinho BSB : Meu caro, sinto que compreendeu com profundidade os meus comentários. Percebo que você tem um estilo todo seu de se expressar, às vezes com um humor sutil e peculiar. Leio o que escreve e respeito e aprecio a sua opinião. Tenho curtido tudo isto que vejo dos outros comentaristas, também. Quanta maneira de pensar diversa! E quase todas interessantes ao seu modo. Tenho melhorado a minha capacidade de aceitar pensamentos diferentes, sem sofrer, atravéz destes comentários, no mundomais. Há momentos que vocês me levantam, quando estou meio down. Minha passagem por aqui tem sido fascinante. Não sei no que vai dar esta experiência, mas creio que sairei uma pessoa melhor. Se pudesse, pois sou muito desconfiado, sairia acompanhado, né? rerere. Sabe como é o mineiro! Mas num site de filme pornô? rsrsrs... Ó, não é cantada, tá? Only making fun! Kisses!
Aos comentaristas Paulinho BSB e Tiego Poros, desde de San Diego, Califórnia,EUA., uma saudação cordial em cumprimentos pelos posts de conteúdo de bom senso, ilibados e acrescentadores de boas referências e efetivos valores e argumentos que correspondem à construção da integridade do ser e isentos do impulso desejoso de mero glamour por participação num cyber site GLBT. Seus comentários não se traduzem em criticas a outros comentários e expressões de pensamentos. Muito antes disso, são contribuições consistentes e bem estruturadas na qual podemos confiar. Abraços.
Paulinho BSB21/04/2011 0:10
Paulinho BSB21/04/2011 0:10
Onde está falta de ser um duro, queria dizer apesar de ser um duro. Desculpem.
:
Paulinho BSB21/04/2011 0:03
Paulinho BSB21/04/2011 0:03
Parabéns pela sua perspicácia, penso de forma parecida. Não sou totalmente contra quotas. Penso que deveriam ser sociais, pois alcansariam todos que necessitam deste estímulo, independente da etnia ou qualquer outra característica que não justifica tal benefício. Compreendo que há preconceito racial, mas cor da pele não faz de ninguém menos capaz e não deve ser tida como um problema. Há negros em boas condições financeiras e pobres de pele clara. Pobreza não escolhe raça. Da forma como está, este programa estimula preconceitos, mas prefiro que haja cotas raciais do que nada ser feito pra compensar as péssimas condições da educação oferecida aos menos favorecidos. Ser pobre e estudante na escola pública nos coloca em desvantagem e mais ainda se também for negro. Imagina a condição de negro pobre e homossexual? Graças a Deus, não preciso recorrer a este artifício de compensação, mesmo não tendo boas condições financeiras e sempre ter recebido educação pública. Passei no vestibilar para o ensino superior público sem problemas. Mas se dependesse da quota estaria fora, pela pele clara, apesar da falta de ser um duro.
Ricardo Pessoa Lindenberg20/04/2011 9:49
Ricardo Pessoa Lindenberg20/04/2011 9:49
Pua...aléma da palavra " Shopping" escrita de modo bem regionalizado, bem particular, clean e full o comentário abaixo, inclusive didático e direto. Não há o que discutir em cima do modo como o comentário foi apresentado. É óbvio que tal lúcidez de idéia tão bem concatenada acrescenta e acrescenta em muito ao processo mudança paradigmática da educação dos seres que mesmo sendo natural de um local dito melhor civilizado, ainda insiste em desvarios de comportamento. Ainda que você tenha o direito de expressar tao libidamente eu tenho o direito de não ver. Logo, parece alguém que se desencadeia em cascata. Boa educação>>bom respeito >>boa convivência>> bom relacionamento e o benefício coletivo sendo presenciado. tais como carinho, compreensão, tolerâncias.aprendizados. Nada impositivo, coercitivo, indenizatório. Ou que sociedade teremos???Este planeta já parece tão pequeno!!!! Não havendo concessões, complica-se muito.Todos tem direito a respirar. Nada de sufocos!! Para quê? Nem os animais se degladiam tanto ultimamente!!!.Prefiro, como já disse ver o evento pela ótica comercial. Pura jogada de marketing, fora disso, nada de expulsões, como nada de descompo!!!stura deveria ocorrer.
Paco Salurte20/04/2011 6:51
Paco Salurte20/04/2011 6:51
Danilo, disseste o que tinha que ser proclamado. Volta sempre a tecer comentários. São lúcidos e inteligentes. Ajudam - e muito - nossa comunidade a refletir sobre nossos comportamentos insensatos. A história do xópin é um espelho de que nós, homossexuais, gritamos, não raramente, por coisas que vão de encontro às posturas mais equilibradas. Esfolar-se em público, seja homo ou hétero, é desrespeitar os assistentes. Lugar de pegada, mesmo, é dentro de quatro paredes. Para que todo esse exibicionismo ? Não sabem controlar sua testosterona ? Querem mostrar que suas libidos explodem, inclusive em via pública ? Qual é o objetivo de toda essa esfregação ? Não respeitam os outros e exigem ser respeitados...
Danilo20/04/2011 3:55
Danilo20/04/2011 3:55
Só para finalizar. Esta semana esta em um Shopping, e vi quando o segurança solicitou que um casal de heteros fossem mais comedidos nos apertos, agarrados e bjos no corredor onde se encontravam encostados. Logo após a solicitação o casal pediu desculpas e pararam com a "pegação" quase pornográfica que ocorria no local. Eu te pergunto se fosse com um casal gay o que teria acontecido? O segurança e o Shopping seriam apontados como preconceituosos, indo além, talvez até homofóbicos. Esta afirmação não seria abordada por pessoas que circulavam ali, mas sim pelo casal gay que se sentiria ofendidos e vitimas da solicitação do segurança. Diferente disto o casal hetero se redimui e pediu desculpas por que tiveram o dissernimento que a atitude era incoerente para o local, pois agiram pelo calor da emoção e por impulso. Conseguem compreender o que digo... Você é a extenção do seus atos e comportamentos... Vc é o que vc quer ser..... vitima ou bandido. Gente obrigado e até mais..bjos
Danilo20/04/2011 3:42
Danilo20/04/2011 3:42
Perfeito drawot@ig ! Diferente de vc, tenho minha condição resolvida , ou "assumido" como muitos preferem dizer, porém isso não me permite deixar minha intimidade explicita.Independente da minha condição, sou um homem que me relaciono com outros seres humanos da sociedade, estes que tem o direito de ter principios e valores diferentes dos meus e que para um convivio harmonioso é necessário ceder e abrir mão de determinadas situações. Vou mais além....Eu indago uma pergunta. Será que as pessoas estimulam mais preconceitos do que os que existem de fato? Na minha opinião sim, afinal tudo que é caricato é motivo de chacota; tudo que é exagerado é motivo para se enxergar; tudo que é vulgar é motivo para se comentar. Não me faço de diferente dos heteros, até por que não sou! Mas me faço de diferentes das pessoas que não são coerentes e sóbrios e que fundamentalmente não respeitam seu semelhante, seja ele mediante a qualquer ato. Só existirá preconceitos apenas se vc se inferiorizar, se vc vestir a camisa que é diferente do outro e que te enxergam de forma diferente. Só existe preconceito por que vc é preconceituoso consigo mesmo. Eu me condiciono na igualdade, e nunca me senti descriminado. E se ao contrario disto você achar que esta sendo apontado, reflita o que tem feito pra isto.Compreenda que esta pessoa não teve uma formação moral e principios no seu desenvolvimento de carater. Queridos que leêm este comentário, as pessoas te aplaudem pelo que vc é. Já parou para pensar como nos comportamos? Um exemplo prático disto é a cota para negros universitários. Eu te pergunto ele merce desconto pq? Pq é negro? Como assim? A sua raça intefere na sua capacidade de estudar? de se dedicar horas as disciplinas que cursa? Sua raça tira sua capacidade de lutar pelo seu objetivo? Ele deve pagar menos pq é negro? Não consigo compreender, afinal eu deixo de ir para as baladas, economizo meu VR, vendo meu Vale transporte para pagar minha graduação e não obtenho desconto na universidade... será que ele se inferioriza e acha que não é capaz? Gente entenda que muitas vezes vizualizamos o muro maior do que ele é....
drawot@ig.com.br19/04/2011 22:19
drawot@ig.com.br19/04/2011 22:19
já falei sobre o meu direito de continuar no armário. agora vou falar do meu lado careta. vcs já viram aqueles casaizinhos héteros que ficam "malhando" no metrô, nas plataformas, atrás das escadas, sentados em lugares mais afastados do movimento??? ou em qualquer lugar público??? um saco, não é??? tudo bem, pode não ser um saco, mas é, no mais das vezes, apelativo, ridículo, desnecessário. ninguém precisa presenciar expressões de canibalismo público. uma coisa muito importante: ao meu ver, ser gay não é desafiar o sistema com atos agressivos. me parece que tanto heterossexuais como homossexuais estão perdendo, ou já perderam, o fio da meada... tudo que ultrapassa os limites fica chato... bêbado é chato; fanático religioso é chato; torcedor de futebol fanático é chato; fanáticos de uma maneira geral são chatos. falta semancol pra todo mundo e principalmente RESERVA. guardar pra si a própria intimidade e não expô-la onde quer que seja. ninguém é obrigado a participar da intimidade de ninguém. E há beijos e beijos... aqueles mais calmos e aqueles que são destinados a alcova mesmo. o que não dá é pra errar os lugares e os tipos de beijos, invertendo-os. ser "primeiro mundo", como no caso da inglaterra é, também, reconhecer que há pessoas que não se sentem bem a determinadas manifestações. e não vamos nos esquecer que limites não são para os outros. são pra nós mesmos. tá ótimo. vão se beijar em casa.
Fernando -UK19/04/2011 18:43
Fernando -UK19/04/2011 18:43
Adorei a materia.. ainda mais com a manifestaçoes ocorrida em frente ao pub john Snow.. Se o pub esta en soho e tem a bandeira gay, porque nao rolar um beijaço la dentro.. Aqui é tudo liberal e as pessoas ja sao maduras o sufuciente. Creio que a gerente nao era inglesa e sim mais uma de muitas de outros paises que vivem em Londres e detestam os gays. Abraçao a todos e aqui o calor ta fervendo,.. Adoro,... bj
Vicente Ferro19/04/2011 10:13
Vicente Ferro19/04/2011 10:13
Outra leitura: se os meios de comunicação logo repecurtiram a rejeição dos dois pelo pub, em função do beijo, é sinal de que os movimentos homossexuais são atilados. Lá em Londres, eles tem força, prestígio, presença no meio social para neutralizar agressões e rechaços sociais. Isso é óbvio. Ninguém consegue espaço na Imprensa se não marca presença, estabelece relações e demonstra competência para ser acolhido. E mais: esses movimentos transmitem publicamente um conceito de autoridade moral para brigar por uma causa. E convencem os jornalistas, homossexuais ou não, de que a luta é justa e honesta. Some-se a esse detalhe outro: a sociedade inglesa, pelo menos, está mais receptiva a respeitar e abrigar os homossexuais sob uma capa de tolerância, respeito e dignidade. Do contrário, os jornais estampariam em manchete em corpo(tamanho da letra) 24 ou até 32: "PUB EXPULSA CASAL GAY POR ESTAR SE BEIJANDO". Ao lado da foto, a chamada de capa condenaria o ato dos dois companheiros, em poucas linhas, enviando o leitor para ler mais pormenores nas páginas internas. Pau grosso sem dó nem piedade... E no Brasil ? Será que os movimentos homossexuais já conquistaram esse respeito ? Será que estão agindo de uma forma sensata e inteligente, com uma estratégia que seduza a sociedade para nosso lado ? PENSEMOS NISSO.
Eduardo Conchas19/04/2011 7:17
Eduardo Conchas19/04/2011 7:17
Por isso, é importante que haja leis que nos protejam. Em Porto Alegre, há o artigo 150 da Lei Orgânica do Município. Se algum estabelecimento comercial discriminar ou rejeitar negros, judeus, árabes, ciganos, homossexuais, portadores de necessidades especiais ou psíquicas ou qualquer outro grupo social, poderá ser fechado. Acioná-lo na Justiça é o caminho. Preconceitos não combinam com negócios. Não sei se a lei contempla um beijo gay dentro de um bar, loja ou lancheria, mas a norma legal pode ser uma baliza para sermos mais respeitados. Dá-lhe, movimentos sociais que lutam pela dignidade humana ! Os deuses saúdam suas lutas ! E cá entre nós: se pouco tempo depois de sair no tuíter todos os veículos de comunicação repercutiram o fato, é sinal de que há muitos homossexuais entre jornalistas e radialistas, também em Londres. O que é bom, desde que não se escondam atrás do aquário e das mesas de redação e lutem para que nós, seja qual for a profissão, sejamos RESPEITADOS e, num segundo momento, ACEITOS socialmente. Menino e menina da pauta, sai, dentro do possível, do armário e vem nos apoiar...
Ricardo Pessoa Lindenberg19/04/2011 1:41
Ricardo Pessoa Lindenberg19/04/2011 1:41
Uma vez em Londres, alguém aí sabe qual é o melhor lugar de uma livraria para encontrar um homem de bom caráter, bom amante e parceiro estimulante? R.: Nas páginas de um romance.
VC QUIS DESABAFAR TUDO BEM, MAS NÃO ARRASE COM OS HETEROS, FICA SENDO "INVERSÃO", SABE? NEM TODOS SÃO INSURPUTÁVEIS, APENAS UNS 20% PRESTAM...
Gustavo - RJ18/04/2011 23:44
Gustavo - RJ18/04/2011 23:44
EM PLENO REINO UNIDO DA INGLATERRA ACONTECER ISSO? MEUS DEUS! E EU QUE PENSEI QUE A INGLATERRA FOSSE UM PAÍS DESENVOLVIDO, SÓ SE FOR DE UMA IGNORÃNCIA ENRUSTIDA, NÉ! NOTA ZERO TAMBÉM PARA OS INGLESES "HETEROS".
Roludo.18/04/2011 22:17
Roludo.18/04/2011 22:17
Se as consequências de beijos é a expulsão. As consequências de rola é a prisão (de ventre).
Lusinho18/04/2011 22:09
Lusinho18/04/2011 22:09
Que rola, rola. Apesar que não sei quais as consequências de rola.!!
Julio18/04/2011 20:17
Julio18/04/2011 20:17
Caro Kaka, a homofobia ocorre e qualquer lugar, mas a justica no pais desenvolvido funciona, te garanto que vai rolar consequencia..
Kaka18/04/2011 20:09
Kaka18/04/2011 20:09
...este tipo de notícia me faz pensar! algumas vezes li aqui no mundo mais coisa parecida c/ o fato em evidência acontecido aqui no Brasil; e alguns comentários tipo: isto só acontece aqui porque somos ignorantes, sem cultura e blá, blá, blá e mais um monte de mercadoria. Li comentários que diziam que se pudessem sairiam do Brasil. Agora pergunto a estas pessoas? que tal irem pra Inglaterra, ou, tantos outros países do chamado "primeiro mundo" que agem igual?...homofobia está em todas partes...abraços
Paulinho BSB18/04/2011 19:46
Paulinho BSB18/04/2011 19:46
Gente, acho que beijão e outras coisas deven ser na intimidade. Mas em certas situações, por que não? Eu talvez beijasse ali durante o protesto ou numa parada gay, se eu fosse numa, pois o momento é próprio. Mas há exageros de indescência. Não recomendo a ninguém que troque afetos ousados publicamente, nem vejo beijos de virar do avesso entre homem e mulher com frequencia nas ruas. Mas se hétero pode quase arrancar a língua do outro em beijos exagerados em público e todos os presentes são obrigados a ver, os homo também podem. Mas cuidado pessoal, não corram perigos desnecessários e inúteis. Tratem de reparar se poderão sair ilesos das possíveis consequências negativas. Uma vez houve um beijo homo num bar hétero lotado aqui perto de casa, de língua e entre dois da nossa mesa. Um beijo bem desagradável, devido ao motivo, às condições e características psicológicas dos namorados. Temi um pouco, mas nada de mal aconteceu. Fiquei admirado e contente. Só o que é do bem é bom. Então, como eu sempre digo: Gays podem tudo que é bom. Bjs!
CL18/04/2011 19:44
CL18/04/2011 19:44
Junior Toddy, precisa: 1. APRENDER ESCREVER (pontuação, ortografia, uso de espaços simples, etc.) 2. ABRIR A CABEÇA QUANTO AO ASSUNTO QUE ELE MESMO FAZ PARTE
diego18/04/2011 19:06
diego18/04/2011 19:06
gente nao tem esse negocio de que nem todo gosta de ver gays se beijando problema !! se os heteros se beijam em publico porque gays nao podem se beijar, nao diz que a constitiçao que todos nos temos os mesmos direitos e deveres??? entao se alguem passar e ver dois gays se beijando e nao gostar é so passar direto ou fingir que nao viu por que se os heteros podem os gays tambem podem!!!!
Junior Toddy.18/04/2011 18:16
Junior Toddy.18/04/2011 18:16
"Bom falar desse assunto é bem complicado,porque a comunidade gay em todas as partes do mundo precisa entender que nem todo mundo são obrigados aceitar o homosexualismo,todos nós somos obrigados a tolerar,agora aceitar de bom grado,e ainda mais vivendo em uma sociedade machista como a nossa ,seja aqui no brasil ou em londres,em todos os lugares existe os liberais ,e os tradicionais,os convertidos a seus principios éticos e morais ,e os pervertidos ,convertidos a todo tipo de porcaria e sujeira que o submundo oferece,cabe a cada um se comportar como cidadãos que sabe respeitar o seu semelhante e no caso dois homens se beijando ,cada coisa tem o seu devido lugar,esse rapaz ,beijou o namorado porque queria 15 minutos de fama ,se ferrou foi expulso e eu faria pior com esse sujeito.não sou homofobico nao,mas acho muito abuso,abraços a todos. amigobuto@hotmail.com
chato, pernóstico e empolado do jeito que vc é, só beija boneco inflável...
Deixando claro o que penso. Ou seja , que todo inglês é pontualmente mas demorado, (só tem horas certa para chegar por isso é muito chato, falso, seja preto ou verde e cai bem às 17 horas pontualmente, mentirosoooos!!! e donos de dramaturgia shakespeariana. Gostosos o tempo todos. Todos temos o direito de algo para inglês ver.Minha mãe é irlandesa e meu irmão morou em Londres por nove anos. Hoje estão em Tel Aviv. Abraços.a vocês pela carinhosa acolhida e afeto.
Em seguida se contemporiza, né. Ficar fechados em tempo de olimpiadas, hummm. Melhor não. Se desculpam mutuamente. Produzem o melhor foldier dos produtos. E lá se vão todos os homofóbicos para lá, devidamente acompanhados de seus bofes, óbvio.Note que eu disse homofóbico, heim porque hetero é espécie raro em Londres.Delicias todos os pubs, inclusive o do artigo por certo. Editei meu livro " Não nos ama quem nos diz as horas lá. Londres é a cidade certas para se fazer todas as coisas, inclusive as politicamente erradas. Lá o perdão é real., Meu próximo, chamar-se. "Meu namorado é gay e eu nem sabia" Claro que tudo em excelente e erudito inglês, como aprendi no berço..Beijos...
Eu adoria ser expulso por beijar meu namorado. Pena que isso nunca ocorreu ainda. Na verdade eu acho que isso aumenta o tesão. Uau. Barrados da praça de alimentação por um beijo???Ou ainda que vários? Bofes escândalos é para essas coisas, e outras do tipo. Depois vem aquele babado de midia noticiando que houve homofobia, discriminação, preconceito contra homossexuais e por ai vai,. Ora. Tudo jogada de marketing. A biroska não tem freguês nenhum. Os garçons estão servindo as môscas, nem uma moedinha de gorjeto, couvert, no caixa. O buteco não tem nada de nada para servir, e ainda chegam duas bichonas fechadas, saltitantes, afetadas se beijando? Ora qualquer comerciante burro vai querer tirar vantagem em cima, ou ficar mal na fita. A pedida é: expulsar todos aqueles que você não tiver condições de atender. Os gays devem saber disso. Ninguém vai dar pendura em restaurante pobre, né. E os gays sabem onde podem e não podem ir, onde devem e não devem ir, não para serem expulsos, mas para serem bem atendidos. Parece birra ou coisa combinado.Ninguém sabia onde funcionava está espelunca, mas agora já quero. Vou tomar o cuidado de pedir o melhor prato e....Na hora da conta, vou dar um beijo no meu namorado. Minha conta poupança agradece por tudo que vai para lá. Isto eu garanto. Já sou quase o mais rico do planeta!!! Sou loiro e esperrrrrrto.
Faça seu comentário!
Nome

Faça seu comentário:

LEIA TAMBÉM
LEIA MAIS
17/04/2014 CINEMA » Orlando Bloom aparece pelado e tatuado em novo filme. Vem ver!
17/04/2014 NOTíCIAS » Aproveite bem o final de semana prolongado, e fique por dentro do que vai rolar por aí!
16/04/2014 NOTíCIAS » Malta reconhece casamento gay e LGBTs europeus comemoraram.
16/04/2014 NOTíCIAS » Índia reconhece transexuais como terceiro gênero sexual.
15/04/2014 LIVRO » Livro de editora alemã mostra soldados em poses relaxadas e brincadeiras quentes. Confira!
15/04/2014 NOTíCIAS » Festival nos EUA reunirá comida e música, e vai celebrar os chefs LGBTs.
14/04/2014 NOTíCIAS » Depois de reclamação de pais, professor homossexual renuncia cargo em escola.
14/04/2014 NOTíCIAS » Justiça italiana obriga cidade a reconhecer casamento gay.
Intima Cor
Eric
Twitter
Facebook
Orkut
© Copyright 2013 MundoMais. Todos os direitos reservados.