Quinta-feira, 01 de Setembro de 2011
Ceará
Pedido negado
Juíza nega pedido de casamento civil a casal gay no Ceará.
por Redação MundoMais

O casal Leonardo e José, em cerimônia religiosa em maio deste ano.O casal Leonardo e José, em cerimônia religiosa em maio deste ano.

CEARÁ - Depois de fazer o primeiro contrato de união homoafetiva estável do Ceará em maio deste ano, Leonardo de Carvalho Praxedes, 36, e José Irapuã Mendes Brandão, 35, resolveram converter a união em casamento civil e tiveram o pedido negado por uma juíza da 18º Vara de Família. O casal, juntos há sete anos, disseram que não desistirão de se tornar oficialmente casados, e recorrerão da decisão no Tribunal de Justiça (TJ-CE). Vamos até o fim. Se o TJ negar, vamos até o Supremo Tribunal Federal (STF), afirma Praxedes.

De acordo com o auxiliar administrativo, a juíza que negou o pedido de conversão de união estável para registro civil, baseou-se em uma questão de gênero. A juíza alegou que casamento é entre homem e mulher. O casal resolveu pedir o registro civil depois que José Irapuã tentou incluir o companheiro como dependente em um plano de saúde, e teve a solicitação negada pela decisão do STF ser "nova demais" e a Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS) não ter nenhuma norma sobre o tema.

Com o registro civil, eles teriam a obrigação de me tornar dependente, já que seríamos casados, diz Praxedes. Segundo o auxiliar administrativo, antes da decisão do STF, qualquer união estável poderia ser convertida em registro civil. Em Brasília e no interior de São Paulo, a Justiça já converteu a união estável homoafetiva em casamento civil.

O STF reconheceu a união estável de pessoas do mesmo sexo no dia 4 de maio de 2011. No dia 11 do mesmo mês, Leonardo e José Irapuã oficializaram a relação em um cartório de Fortaleza. Antes disso, o casal já tinha realizado, em janeiro, uma cerimônia religiosa para celebrar o “casamento”. De acordo com Praxedes, o advogado do casal deve dar entrada no TJ com o documento que pede a conversão da união estável para registro civil.

Facebook do MundoMais
Norma para comentários:
Acusações insultuosas e comentários em desacordo com o tema da matéria serão despublicados.
Comentários dos leitores (53)
brother09/09/2011 12:36
brother09/09/2011 12:36
bem feito! essas assumidas ficam querendo se juntar afff.... imagine depois 2 bichas velhas !! hhshss
Leonardo05/09/2011 18:39
Leonardo05/09/2011 18:39
Gente, ainda não entendi nada. Esse bendito reconhecimento de união estável da direito a que afinal de contas?
Mario05/09/2011 15:42
Mario05/09/2011 15:42
Sou gay.Acho que pra casar com outro gay tem que conviver pelo menos 5 anos juntos.Hoje casamento não significa fidelidade e sim cagamento.Fico me imaginando casando com outro gay que goste da mesma fruta e descobrir depois que ele me traiu com outro gay.Se ele me traisse com uma mulher, tentaria perdoa-lo.Agora com outro gay.Cruzes!Nem pensar...Prefiro ter meus poracasos e ser feliz!
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:29
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:29
A homossexualidade é uma das várias manifestações da sexualidade da humanidade. É, portanto, um fato da vida, é uma circunstância pessoal, é um sentimento singular, é um desígnio diferente, é uma orientação do desejo, é um destino, é um direito. Nesse sentido, as pessoas têm o direito de amar, e tem o direito de compartilhar seus afetos com quem quer que seja, pois, é isso o que faz a vida valer à pena. O amor, os prazeres legítimos e a busca pela felicidade, estão no centro dos principais sistemas filosóficos e no centro das discussões das grandes religiões. Ninguém deve ser diminuído nessa vida pelos seus afetos legítimos, e, por compartilhá-los com quem escolher. Qualquer maneira de amar verdadeiramente vale à pena! Esse fato não define quem o sujeito é, ou quem poderá ser. Essa condição não limita as possibilidades existenciais, pois se trata apenas de uma dimensão da vida.
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:28
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:28
A decisão do STF: Em nenhuma democracia do mundo, os direitos fundamentais de negros, mulheres, indígenas, homossexuais, deficientes físicos, etc., podem depender do processo político majoritário decidido por: plebiscitos, congressos, senados, câmaras e assembléias legislativas. As minorias devem ser ‘protegidas’ por Tribunais Constitucionais, pela Jurisdição Constitucional, por Juízes e Ministros corajosos que dizem ao processo político majoritário “mesmo que vocês (mercenários, reacionários, conservadores, retrógrados, preconceituosos, ignorantes) não estejam respeitando essa minoria, nós em nome da constituição impomos o respeito a elas, e esse respeito significa tratá-las com igualdade, liberdade e dignidade”.
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:28
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:28
O princípio da igualdade: significa que as pessoas têm direito a igual respeito e consideração. Significa que as pessoas têm o direito de serem reconhecidas na sua identidade, ainda que representem minorias. Os pressupostos de uma união homo afetiva são rigorosamente os mesmos de qualquer união estável, ‘o afeto e projeto de vida em comum’. De modo que não reconhecer isso significa depreciar essas pessoas. Significa dizer que o afeto delas vale menos, e, que o Estado não precisa respeitar e reconhecer as suas relações, podendo tratá-las com desprezo. Isso viola o aspecto mais essencial da idéia de igualdade por um preconceito inconfessável. A igualdade é um valor conquistado pelos povos, isso não impede de termos nossas crenças, os nossos valores, as nossas opiniões, a nossa religiosidade, etc., mas todo o nosso direito envolve o limite do direito dos outros (a própria noção de direitos envolve a noção de limites) e, que, portanto, esses direitos não podem se projetar para violar, aniquilar, ultrajar, desqualificar o direito das outras pessoas de exercerem ‘seus direitos’ em quaisquer aspectos, inclusive no exercício da sexualidade. Devemos tratar os seres humanos como tais, independente das opções que tenham.
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:28
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:28
O princípio da liberdade: as uniões homo afetivas e a homossexualidade são fatos lícitos. A liberdade no sentido geral significa ‘poder fazer aquilo que a lei não interdita’ e a liberdade na sua dimensão mais nuclear ‘é a autonomia privada’, é o direito de cada pessoa fazer as suas valorações morais e fazer as suas escolhas existenciais. O Estado e ninguém têm o direito de interditar o ‘direito fundamental’ das pessoas (maiores e capazes) de escolherem onde vão colocar o seu afeto, bem como o caminho que querem percorrer para a sua própria felicidade.
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:27
Rafael - Fortaleza05/09/2011 15:27
O princípio da dignidade humana: ninguém nesse mundo deve ser tratado como meio para a realização dos projetos alheios. As pessoas devem ser tratadas como ‘fins em si mesmas’ e, conseqüentemente, impedir uma pessoa de colocar o seu afeto e a sua sexualidade onde está o seu desejo, é o mesmo que aprisionar-lhe a alma, é exercer uma violência declarada e/ou simbólica, é instrumentalizá-las ao projeto dos outros, as metas coletivas. Impedir as pessoas de colocarem o seu afeto onde está o seu desejo, é impedi-las de existir na plenitude de sua liberdade de ser, querer e pensar. Isso certamente, viola a dignidade da pessoa humana.
paulinho05/09/2011 13:12
paulinho05/09/2011 13:12
Olha vai tomar no cú dessa juíza, mande ela me processar que eu enfoi no dela todos os direitos humanos que nao sei onde ficam nesses casos, que primeiro juiz não é condenado e nem paga como uma pessoa comum, assim diz os nossos direitos todos ,,,,,,todos ,,,,, somos iguais na federação brasileira fala sério o Pessoal do Supremo Tribunal Federal e outros como promotores e outros nao pagem como os outros no caso nós os meros brasileiros sem curso em direito ou juizes do brasil...... quero dizer que assim como os nordestinos não gostam e tem o direito de não aceitar ser chamado de outro "brasil" porra vai tomar café com leite gentem chega de tudo isso aí diz ser a diplomata kkkkkkkkkkkkkk ,,,,,,,,estou revoltado com Dilma tb Acordaaaaaaaaaaaaaaaa a nossa saude pede mais que socorro pede ajuda para sair do buraco e nossos direito de quem cobramos????????????
makal04/09/2011 14:56
makal04/09/2011 14:56
é s[o els virem casar em jacarei-sp,a primeira cidade que nao tem preconceito e fez o primeiro casamento gay do brasil,foi muito louvavel a decisao do juiz cada um faz o que quer da vida ,desde que nao prejudique terceiros..boa sorte a eles.ninguem é ninhguem para julgar ninguem,sao livres,desinpedidos e independentes.vao a luta e vme casar em jcarei.
mauro jr03/09/2011 22:59
mauro jr03/09/2011 22:59
SOU GAY, mas acho esse negocio de casamento gay RIDICULO, acho que estamos perdendo o fio da meada, PENSEM!
DE HUMILDE PARA RAFAEL.03/09/2011 18:42
DE HUMILDE PARA RAFAEL.03/09/2011 18:42
SE PREFERIR, EU LHE PASSO O MEU MSN AI TROCAMOS UMA IDEIA MELHOR.
HUMILDE PARA RAFAEL03/09/2011 18:40
HUMILDE PARA RAFAEL03/09/2011 18:40
Entenda o julgamento Entre as novas garantias que podem ser dadas após a decisão do Supremo estão pedidos de aposentadoria, pensão no caso de separação e uso de plano de saúde. Algumas decisões para estender direitos aos parceiros do mesmo sexo já foram tomadas por tribunais, mas o STF nunca tinha se pronunciado sobre o assunto.
DE: HUMILDE; PARA: RAFAEL03/09/2011 18:30
DE: HUMILDE; PARA: RAFAEL03/09/2011 18:30
O conceito de união estável, retratado no art. 1.723 do novo Código Civil , corresponde a uma entidade familiar entre homem e mulher, exercida contínua e publicamente, semelhante ao casamento. Hoje, é reconhecida quando os companheiros convivem de modo duradouro e com intuito de constituição de família. Na verdade, ela nasce do afeto entre os companheiros, sem prazo certo para existir ou terminar. Porém, a convivência pública não explicita a união familiar, mas somente leva ao conhecimento de todos, já que o casal vive com relacionamento social, apresentando-se como marido e mulher.
PARA / RAFAEL.. CORREÇÃO03/09/2011 18:24
PARA / RAFAEL.. CORREÇÃO03/09/2011 18:24
CORREÇÃO: LEIA ATENTAMENTE O QUE EU ESCREVIR, EU SÓ RELATEI QUE INFELISMENTE NÃO PODE SER CONVERTIDA A UNIÃO ESTAVEL HOMOAFETIVA EM CASAMENTO, MAS TODOS OS OUTROS DIREITOS SERÃO GARANTIDOS POR JURISPRUDENCIA. VOU SER UM POUCO MAIS HUMILDE POR VOCE, UMA ABRAÇO
PARA / RAFAEL03/09/2011 18:19
PARA / RAFAEL03/09/2011 18:19
LEIA ATENTAMENTE O QUE EU ESCREVIR, EU SÓ RELATEI QUE INFELISMENTE NÃO PODE SER CONVERTIDA A UNIÃO ESTAVEL EM CASAMENTO, MAS TODOS OS OUTROS DIREITOS SERÃO GARANTIDOS POR JURISPRUDENCIA. VOU SER UM POUCO MAIS HUMILDE POR VOCE, UMA ABRAÇO
LUAN03/09/2011 16:21
LUAN03/09/2011 16:21
JUÍZES VCS ESTÃO VENDO Q SEMPRE VÃO PERDE,NÃO ADIANTA,É DIREITO NOSSO,IGUAL VCS TEM DIREITO DE CASAR NÓS TBM,POXA SEMPRE VAI SER ASSIM,VCS TEM Q PERCEBE Q NÃO MINORIAS....
Rafael03/09/2011 14:06
Rafael03/09/2011 14:06
Ao reconhecer a união homoafetiva, o STF equiparou a mesma ao estatus de união estável, tanto é que os casais homoafetivos possuem os mesmos direitos da união estável heterossexual. Noutro falar, o STF reconheceu a união estável homoafetiva. Estude mais e seja mais humilde.
VOCE NÃO É ADVOGADO, E SE FOR VOLTE PARA SALA DE AULA E TRATATE DE ESTUDADAR UM POUCO MAIS, PARA NÃO SAIR POR AI ESCREVENDO O QUE NÃO SABE, FICO COM VERGONHA FIQUEI COM VERGONHA DE LER O QUE VOCE POSTOU, PELO AMOR DE DEUS!! ISSO QUE ELE POSTOU ESTA TUDO ERRADO. Como advogado atesto que JUÍZA ESTÁ CORRETA. O que o STF reconheceu foi apenas a UNIÃO ESTÁVEL e não o casamento, que é ato solene, repleto de formalidades. A decisão do STF foi clara nesse sentido. Apesar da lei prever a possibilidade de conversão da união estável em casamento, este último é um negócio jurídico com características próprias, e ele não foi objeto de discussão no STF. O que esse casal conseguirá, com absoluta certeza, é o RECONHECIMENTO DA UNIÃO ESTÁVEL e nada mais, o que, na prática, equivale ao casamento, embora não o seja formalmente.
PARA/ Rafael03/09/2011 12:57
PARA/ Rafael03/09/2011 12:57
OI RAFA! VOCE COMEÇOU FALANDO CORRETO E TERMINOU NA LACUNA DA IGNORANCIA, A UNIÃO E HOMOAFETIVA E NÃO UNIÃO ESTAVEL, INFELISMENTE POR ESSE MOTIVO NÃO PODER SER CONVERTIDA EM CASAMENTO, A NOSSA CONSTITUIÇÃO TRATA DE UNIÃO ESTAVEL ENTRE HOMEM E MULHER.
SENHOR ADVOGADA VOCE ESTA COMENDO MOSCA, UM ADVOGADO FALAR QUE O STF RECONHEÇEU A UNIÃO ESTÁVEL, LAMENTO MUITO, A NOSSA CONSTITUIÇÃO FEDERAL TRATA DE UNIÃO ESTAVEL APENAS ENTRE HOMEM E MULHER. O QUE O STF RECONHEÇEU FOI A UNIÃO HOMOAFETIVA.
LEIA A CONSTITUIÇÃO.03/09/2011 12:47
LEIA A CONSTITUIÇÃO.03/09/2011 12:47
A NOSSA CONSTITUIÇÃO FEDERAL QUE É A NOSSA CARTA MAGNA ELA NÃO TRATA DESSE ASSUNTO, E SIM ENTRE HOMEM E MULHER, A JUIZA ESTARIA FERINDO OS PRINCIPIOS DA CONSTITUIÇÃO, OU MUDA A CONSTITUIÇÃO OU QUE SE FAÇA UMA LEI ESPECIFICA PARA TRATAR DA RELÇAO ENTRE PESSOAS DO MESMO SEXO, A JUIZA NÃO É PRECONCEITUOSA SÓ ESTA LEGISLANDO CONFORME A CF DE 1988. EM TODO BRASIL ACONTECE AS FAMOSAS PARADAS GAYS, QUE NA VERDADE É UMA FESTA DE PEGAÇÃO, BRIGAS, TRAVESTIR MOSTRANDO A BUNDA E OS SILICONES, PORQUE NÃO VAMOS TODOS DE FORMA RESPEITOSA PARA BRASILIA FAZER PRESSÃO PARA QUE O SENADO FAÇA UMA LEI QUE NOS DAR DIREITOS.
anonimo03/09/2011 6:18
anonimo03/09/2011 6:18
CLARO QUE ELA NEGOU... ELA NAO QUER VER O MARIDO DELA CASANDO COM OUTRO...
Peterson03/09/2011 2:52
Peterson03/09/2011 2:52
Pra que casar???? eu quero é fuderrr
Leco02/09/2011 22:28
Leco02/09/2011 22:28
Essa juiza dever ser católica ou evangelica.
Matheus02/09/2011 15:06
Matheus02/09/2011 15:06
Os próprios gays não se respeitam. Coitados. Todo mundo um dia tem sim vontade de se casar, não digo entrar numa igreja com essas palhaçadas que são pregadas dentro de uma igreja, pq no fundo é tudo uma palhaçada escrito na biblia para satisfazer aos que se acham santos e por trás fazem barbaridades. Aos que não acreditam em casamento na certa não sabe o que é o amor ou ser amado. A melhor coisa do mundo é quando amamos dividir nossa vida com quem realmente amamos. Sou macho e claro que quero sim compartilhar minha vida com outro homem, ter uma casa, familia, filhos. Por isso o mundo não anda pra frente, os próprios gays acham que é brega, que é ridiculo dois homens ou duas mulheres adotarem filhos. rs.
PEDRO MARTINS02/09/2011 14:21
PEDRO MARTINS02/09/2011 14:21
APELAMOS PARA SEGUNDA ESTANCIA DEIXA VER AGORA O QUE VAI ACONTECER
Rafael02/09/2011 13:24
Rafael02/09/2011 13:24
f.c - De fato, o STF só agora em maio reconheceu a união homoafetiva, no entanto, o texto constitucional assegura a conversão da união estável para casamento, utilizando-se dessa lacuna na lei é que muitos casais conseguem o casamento civil.
f.c02/09/2011 12:50
f.c02/09/2011 12:50
A juiza agiu conforme a lei , no Brasil infelizmente para os casais homoafetivos só existe legalmente a união estavel , mesmo assim foi uma excessão criada devido as mudanças da sociedade , mas acredito que no futuro proximo , pode exitir novas leis que modifique essa realidade..
PEDRO martins02/09/2011 11:09
PEDRO martins02/09/2011 11:09
VER AI COMO MINHA FAMILIA E FELIZ VAI NO youtu E PROCURA Ato de amor... adoção E VER COMO MINHA FAMILIA E FELIZ
PEDRO martins02/09/2011 11:04
PEDRO martins02/09/2011 11:04
TENHO DO DE VC Maykon POIS AQUI EM CASA NAO TEM HOMEN E MULHER SEU INGUINORANTE E SIM DOIS HOMEN, E MUITO MACHO ATE MAIS QUE VC PODE TER CERTEZA!!! E NOSSOS FILHOS SAO MUITO FELIZES PODE CRE E ELES TEM DOIS PAIS E LEVÃO O NOMES DOS DOIS PAIS DELES NOS DOCUMENTOS
Maykon02/09/2011 9:56
Maykon02/09/2011 9:56
Meu Deus onde esse mundo vai parar? Vcs não tem noção, como que vai ser o pisicológio dessa criança sendo criada por dois homens ou duas mulheres casada?? Ele vai chamar de pai pra um e mãe pro outro homen? Que isso?? Uma coisa é vc gostar de homem e outra já querer ser uma mulher até adotando filhos DEUS tenha miséricordia dessa criança.
lipe1902/09/2011 9:45
lipe1902/09/2011 9:45
essa juíza é uma mal-amada. num passa de uma "museu".
pedro martins02/09/2011 8:01
pedro martins02/09/2011 8:01
moro em diadema demos entrada para fazer a conversao da nossa uniao estavem , so que foi negado a juiza foi favoravel so que o promoto foi contra , a unica coisa que queremos e nosso direito de familia por temos filhos ,se foi dada a adoçao em nome dos dois por que nega nosso cazamanto nos nao queremos cerimonia e sim so nossos doumentos.
Luc02/09/2011 1:19
Luc02/09/2011 1:19
Homem juíz preconceituoso ainda passa, mas mulher, que tem sensibilidade maior, gera filho, fazer isso é uma tristeza.
Miguel para @Gustavo01/09/2011 23:26
Miguel para @Gustavo01/09/2011 23:26
Também assisti à cena, não concordo com a postura de Aguinaldo e não faço ideia do que ele pretende transmitir através da personagem Crô -- só imaginando utilizando seu esteriótipo como alívio cômico da novela --, mas também não podemos reagir dessa forma, seria um exagero. Se for para reagir assim com essa cena, teríamos que reagir assim com meio mundo. Não é tão simples, e se fizéssemos isso, só reforçaríamos a imagem preconceituosa que os homofóbicos já têm da gente: que nos fazemos de vítima sempre que temos oportunidade, de que queremos empurrar aceitação goela abaixo, que queremos liberdade de expressão mas queremos implantar uma ditadura gay e tantos outras coisas que vocês estão carecas de saber. Não devemos reagir e sim agir. Agimos de forma macro através da militância -- não sou militante -- e de forma micro quando fazemos o possível para conscientizar, repreender e etc. as pessoas que estão a nossa volta. Talvez vocês estejam pensando que estou acreditando numa utopia, mas as coisas começam assim, cada um fazendo sua parte. O maior problema que encontramos por aí, é muito gay que se torna indiferente ou toma o partido dos homofóbicos quando querem esconder sua orientação sexual. Quando falo sobre indiferença, não peço que vocês saiam por aí gritando que são gays e fazendo todo tipo de militância, mas que não aceitem tudo que escutam de forma passiva, que se defendam, que tentem educar as crianças com novas visões, etc.
Gustavo - RJ01/09/2011 22:25
Gustavo - RJ01/09/2011 22:25
VIM AQUI PARA ME MANIFESTAR E PEDIR A AJUDA DO MUNDO MAIS E OUTROS PELA CENA "HOMOFÓBICA" DA NOVELA FINA ESTAMPA NO DIA 01/09 SOFRIDO PELO PERSONAGEM CRÔ NA PRAIA, POR UM GRUPO DE BADBOYS DIZENDO: OLHA QUE BICHA MAIS FINA E MAIS CHEIA DE GRAÇA, PEÇO A TODOS UM ABAIXO ASSINADO CONTRA O HOMOFÓBICO ENRUSTIDO AGUINALDO SILVA QUE ESTA QUERENDO UMA GUERRA COM A COMUNIDADE GLBT, DEPOIS DE SEU ATREVIMENTO CONTRA O PL 122-06. QUERO QUE O MUNDO MAIS ANALIZE ESSA CENA E MOSTRE AQUI NO SITE, PARA MOVER UM PROCESSO CONTRA A GLOBO E O AUTOR DA NOVELA TAMBÉM. GRATO PELA ATENÇÃO A TODOS, E ESTOU SEMPRE NA DEFESA NA LUTA CONTRA A HOMOFÓBIA PELO MEU CODNOME "ORACULO".
Gustavo - RJ01/09/2011 22:13
Gustavo - RJ01/09/2011 22:13
AGORA É A VEZ DO CASAL GAY PROCESSAR ESSA JUIZA FDP, PELO ATO HOMOFÓBICO DELA, QUEM VAI SE DAR MAL NISSO TUDO É ELA, POR DEIXAR DE SER UMA IGNORANTE E ATRAZADA MENTAL.
Ruhan01/09/2011 22:00
Ruhan01/09/2011 22:00
Léo, meu amigo, fico triste com uma notícias dessas! Torço por vc, que essa juíza, faça uma pesquisa na familia dela se não há nenhum homosexual , e reflita melhor.!
Max RJ01/09/2011 20:07
Max RJ01/09/2011 20:07
Juíza HOMOFOBICA!!!! Mal amada! Recalcada! Estupida! Ignorante! E extremamente INFELIZ!!!!! VAI SE ATUALIZAR.....OU MELHOR VOLTE A ESTUDAR ...SUA PALHAÇA!!!! É LEI !!!! L-E-I !!!!!! AMIGA!!!! ACORDA!!!!
Ivan Rib. Preto01/09/2011 19:54
Ivan Rib. Preto01/09/2011 19:54
Juíza homofóbica, recalcada, lesada.....vê dois tesões de homens casando, se amando, e não aceita porque sabe que está em falta de homens no mercado.
Carioca01/09/2011 18:21
Carioca01/09/2011 18:21
Acho que cada um expressa sua opinião aqui como bem entende, mas casamento ou não quando voce encontra uma pessoa que voce nao apenas gosta mas também ama e planeja ter uma familia com ela, filhos e você está certo de que todos os dias vai acordar e olhar pra ela achando ela a pessoa mais perfeita do mundo porque ela quis apenas dividir a sua vida com você... Acho que muitos mudariam de opinião aqui. Acontece que muitos de voces que se julgam gay se submetem e se acostumam a procurar o prazer só na forma do sexo e o pior de tudo muitos não suportam ver que outras pessoas não pensam da mesma forma e encontram alguem que gosta. Deve dar uma invejinha, ai caem no erro de criticar o que algum dia se voce encontrar alguem voce possa se beneficiar. Tanto no relacionamento hetero quanto no gay sempre vai haver duvidas ou alguma vontade de sair com outra pessoa, mas sempre que voce estiver com alguem que voce realmente ama, voce vai se lembrar que essa pessoa espera voce e voce fará sempre o certo. Então se depois de ler isso você entendeu o que eu disse aceito você dar a sua opinião sobre o "casamento" gay, se voce nao entendeu ou discorda é seu direito, mas faça um favor não opine no que você nao conhece porque voce quer ir contra algo que voce nunca provou, voce nunca foi amado de verdade. Mas nao falo isso pra ficarem com raiva ou se sentirem desmerecidos, pelo contario. Voce ainda vai sae apaixonar e vai saber do que eu estou falando!!!!
henry01/09/2011 18:10
henry01/09/2011 18:10
No caso essa juiza naö é proficional, e precomceituosa tambem, pois aqui na Europa acomtece ja normalmente!!! pois no Brasil porque naö ?? EDUCACAÖ MORAL !!!
James01/09/2011 17:45
James01/09/2011 17:45
ai credo, não aguento mais toda essa discursão!!!! dêem logo esse casamento pra esse povo!!!!!!!!!!!e acabem logo com isso!!aff!!!
PHILIPS.01/09/2011 17:44
PHILIPS.01/09/2011 17:44
Não sou favorável ao casamento de pessoas de mesmo sexo, sou homossexual, sem quaisquer neuras e afetações. Sinceramente acredito que basta somente o RECONHECIMENTO DA UNIÃO ESTÁVEL, atráves de CONTRATO como justificaram outros colegas aqui na página. CASAMENTO é INSTITUIÇÃO, compreende apenas ao homem e mulher. Não sou moralista E SUCESSO à todos nós.
Luci@no01/09/2011 16:59
Luci@no01/09/2011 16:59
Casamento? Será mesmo essa a palavra? Eu sou gay, mas não me interesso em me casar com ninguém, até porque casamento é entre homem e mulher... Agora se pintar outro cara, e creio que o meu namorado também pensa assim, se no futuro quisermos registrar a nossa união estável, ai sim iremos formalizar. Agora casamento além de ser brega, pesa como pejorativo para os moralistas... e se assim continuar, não vamos conseguir nada.
Marcelo - Goiânia01/09/2011 14:54
Marcelo - Goiânia01/09/2011 14:54
O que indico aos rapazes é que achem um bom advogado e comprove que a reação da justiça foi de disriminação ao homesexualismo e que além de ter desreipeitado o supremo causou constrangimento ao casal. Peçam indenisação por danos morais e cívcos, afinal pra bandido ficar solto nas ruas matando a lei é válida. Cadê o direitos humanos !!!
icaro01/09/2011 14:53
icaro01/09/2011 14:53
Esses juizes estão desacatando uma decisão judicial do STF...isso é muito abuso!!!
Rodrigo01/09/2011 13:40
Rodrigo01/09/2011 13:40
Juiza ridicula. Eu tb quero me casar. Alguém quer casar comigo? Sou um rapaz sério
Pekerman01/09/2011 13:17
Pekerman01/09/2011 13:17
Infelizmente a atitude tomada pela juíza tem fundamento.São três requisitos básicos para se ter o casamento:1) Conssentimento;2)Celebração na forma da Lei;3)Diferença de sexo.Sendo que este último é objeto de discussão de alguns doutrinadores. A União Civil, inspirada na decisão do Supremo Tribunal Federal,deve ser reconhecida como um direito que deve ser exercido.Essa tem decisão tem como objetivo a equiparação de direitos, o que é legítimo. Agora para efeitos de casamento, ainda não evoluímos a tal ponto.Acredito que um dia isso acontecerá.
Nereu01/09/2011 11:22
Nereu01/09/2011 11:22
Ela é hipócrita.... nada mais...
OUTRO EQUÍVOCO JURÍDICO01/09/2011 11:12
OUTRO EQUÍVOCO JURÍDICO01/09/2011 11:12
Como advogado atesto que JUÍZA ESTÁ CORRETA. O que o STF reconheceu foi apenas a UNIÃO ESTÁVEL e não o casamento, que é ato solene, repleto de formalidades. A decisão do STF foi clara nesse sentido. Apesar da lei prever a possibilidade de conversão da união estável em casamento, este último é um negócio jurídico com características próprias, e ele não foi objeto de discussão no STF. O que esse casal conseguirá, com absoluta certeza, é o RECONHECIMENTO DA UNIÃO ESTÁVEL e nada mais, o que, na prática, equivale ao casamento, embora não o seja formalmente.
Ricky01/09/2011 10:06
Ricky01/09/2011 10:06
Isso foi mal, essa juíza é sem sinal de dúvida, uma preconceituosa de 1ª !
Faça seu comentário!
Nome

Faça seu comentário:

LEIA TAMBÉM
LEIA MAIS
22/04/2014 NOTíCIAS » São Paulo e Tóquio abrem calendário de paradas gays pelo mundo.
22/04/2014 MúSICA » Novo CD da Madonna já está pronto e terá capa fotografada esta semana. Saiba mais!
21/04/2014 NOTíCIAS » Portaria garante visita íntima para presos gays e determina que travestis sejam levadas para cadeias femininas.
21/04/2014 NOTíCIAS » A nova coleção da W FOR UP está cheia de atitude e super moderna. Vem ver!
17/04/2014 CINEMA » Orlando Bloom aparece pelado e tatuado em novo filme. Vem ver!
17/04/2014 NOTíCIAS » Aproveite bem o final de semana prolongado, e fique por dentro do que vai rolar por aí!
16/04/2014 NOTíCIAS » Malta reconhece casamento gay e LGBTs europeus comemoraram.
16/04/2014 NOTíCIAS » Índia reconhece transexuais como terceiro gênero sexual.
Intima Cor
Pedro
Eric
Twitter
Facebook
Orkut
© Copyright 2013 MundoMais. Todos os direitos reservados.