Terça-feira, 04 de Outubro de 2011
SP
Na cola dos agressores
Imagens podem a judar na identificação dos suspeitos de agredirem um casal gay na Paulista.
por Redação MundoMais

A imagem mostra o rosto de um dos agressores.A imagem mostra o rosto de um dos agressores.

SÃO PAULO - Uma nova pista pode levar à identificação e à prisão de dois homens que agrediram covardemente um casal gay na região da avenida Paulista, em São Paulo.

As imagens gravadas na madrugada de sábado, pelas câmeras de segurança de um posto de combustíveis, podem ajudar a polícia a prender os agressores.

Marcos Paulo Villa e o companheiro dele, que pediu para não ser identificado, reconheceram os dois homens que os atacaram a caminho de casa.

O casal aparece primeiro nas imagens. Eles já tinham sido ofendidos num bar a poucos metros do local.

Xingando e falando essa coisa: tem que morrer, que não vale a pena, que não sei o que, tal, diz o analista fiscal Marcos Paulo Villa.

Marcos e o companheiro contaram a polícia que ignoraram as ofensas e foram embora. Mas que voltaram a ser abordados pelos agressores duas vezes. A primeira ainda na saída do posto e a segunda quando estavam a caminho de casa.

A gravação do posto mostra que, minutos depois, aparecem os dois homens apontados pelas vítimas como agressores. Eles discutem novamente.

Virei pro cara e falei assim: meu, só tem uma coisa, você é novo ainda, você pode ter um filho. Eu não optei em ser gay, eu nasci gay e teu filho pode ser gay. Ele ficou louco, conta Marcos.

Um dos homens é visto, segundo as imagens, dentro de uma loja de conveniência. Depois se afastam do local e voltam em seguida. O momento da violência não foi registrado. Ele veio para cima de mim. Ele me deu um murro na boca. Eu caí no chão, bati a cabeça e aí ele começou a chutar meu corpo, foi aonde eu apaguei e ele conseguiu quebrar minha perna, conta uma das vítimas.

Marcos viu o companheiro, com quem vive há quase cinco anos, desmaiado e ensanguentado e achou que estivesse morto.

Olhava pra ele e falava: é minha família. A gente foi hoje, já teve outro ontem e amanhã vai ter outro. Pode ser que o de amanhã seja morto.

Confira as imagens AQUI.
Norma para comentários:
Acusações insultuosas e comentários em desacordo com o tema da matéria serão despublicados.
Comentários dos leitores (46)
zCSNPwPC09/10/2012 7:30
zCSNPwPC09/10/2012 7:30
Your cranium must be protecting some very valuable biarns.
kaca10/10/2011 22:57
kaca10/10/2011 22:57
ESSE PISCOPATA OU QUER QUE SEJA TEM QUE SER PUNIDO, PARA APRENDER A RESPEITAR O DIREITO DE QUALQUER CIDADAO.SOU GAY E JAMAIS DEIXARIA ISSO PRA LÁ.
Bi10/10/2011 22:46
Bi10/10/2011 22:46
Gente!Pegaram o bofe mas feca.BOBECA! Que maravilha.Viu! Nada como um dia após o outro.
Carioca08/10/2011 1:32
Carioca08/10/2011 1:32
Po galera, tá esperando o q para visitar o Rio de Janeiro, a civilização já chegou aqui a muiiiiiiiito tempo, indios tem q ficar em matas e não no meio da urbanização, acorda São Paulo ou vc vai perder a sua renda percapita, kakaka entre nos vou adorar!!!!
meu nome é fabio tenho28anos sou gay e moro na zona leste queroi dizer onten vi em frente o ponto de onibus um bando de cachaceiro mechendo com um um gay afetado por ele ter peito e naum ser discreto eu sou gay mas prezo pela discrição esses heteros preconceituosos sempre se referem a gente de forma jojosa na frente das rachas eles zombam da gente por traz imploram pra gente chupa eles naum que isso naum seja delicioso mas vamos prezar pela discrição somos pacificos mas naum bobos se vc for agredido por um hetero preconceituoso chama a policia,da um jeito nele porque eles sabem que a gente é de paz por isso mechem com a gente mas naum seja viado tenha dignidade se vierem pra cima lute somos gay naum somos nem mlhor nem pior que ninguem naum apanhem e se apanhar batam! se unam naum sejam bichinhas só de chupa hetero lutem peguem pau ferro se defendam somos gays mas somos homens! e denunciem mesmo quando vc escultar um cara que vc já sabe que tem costuem de falar de gay e se vc souber de algum cara muyito homofobico denunciem no disque denuncia 181 da policia vc naum precisa se identificar mas pelo amor de deus meta o braço o pau a faca neste heteros preconceituosos se eles vierem te bater
???06/10/2011 9:36
???06/10/2011 9:36
COITADO DO MEU AMIGO CENSURA, ELE FOI CENSURADO DE NOVO, LIGA NAUM AMIGO ACONTECEU COMIGO TBM
P/ Censura06/10/2011 7:28
P/ Censura06/10/2011 7:28
Você afirmou uma suposição e foi vulgar em seu contexto. Tenha mais um pouco de ética! Já fui deletado pelo MundoMais, fiquei um pouco chateado, mas entendi que estava escrevendo asneiras, e no final, concordei porque livrei-me enojar-me do que escrevi.
Max05/10/2011 21:56
Max05/10/2011 21:56
Pela foto no canto gravada pela camera do posto da pra notar tratar se de uma maricona enrustida....
Sergio05/10/2011 20:29
Sergio05/10/2011 20:29
Pq culpar a parada gay ou o q quer q seja, vamos raciocinar!!! as agressões nos faz pensar q estamos incomodando, e muito... devido ao gay ser a maioria bem bem sucedidos, e para ser assim temos q ser inteligentes...vamos iniciar cursos de defesa pessoal, melhor q ficar se lamentando ou achando coisas ond não existe
guto05/10/2011 17:16
guto05/10/2011 17:16
muito bom saber que a justiça ta atras desses dois babaca, mas galera temos que da o parabens para o jonal nacional que esta mostrado os casos e coBrado atitude das autoridades,ENTÃO ENTRE LA GLOBO .COM JORNAL NACIONAL E DEIXE SEU AGRADECIMENTO. EU E ALGUNS AMIGOS DEIXAMOS NOSSO AGRADECIMENTO VAMOS FAZER ESSA CORRENTE , NÃO VAMOS SÓ CRITICAR O QUE DE RUIM FAZEM A NOSSA CATEGORIA MAS VAMOS ELOGIAR O QUE DE BOM FAZEM OK OBRIGADO A TODOS .
Edu-BH05/10/2011 16:28
Edu-BH05/10/2011 16:28
Vai chegar o dia em que um gay fodaço vai pegar um homofóbico desses e cobrir de porrada!! Anotem aí. Vou rir muito neste dia... Por enquanto, a gente torce para haver alguma justiça e pegarem estes marginais.
Saracura Sp05/10/2011 10:55
Saracura Sp05/10/2011 10:55
Pelo que entendi pelos comentários, todos aqui concordam que apesar de sermos gays, não somos criancinhas tuteladas por quem qr q seja muito menos pelo estado.Então, concordamos que se claramente ninguém estava armado, o casal gay devia ter tido coragem de se defender minimamente,já que são fortes(ou bombados).Se alguém foi preconceituoso foi o proprio casal ao se definir em várias entrevistas como livre de trejeitos.Será?Devemos ouvir o outro lado da história porque realmente tem muito gay abusado que insite em paquerar o cara que claramente não qr tal assedio. Nem toda briguinha de porta de boate pode ser transformada num crime de ódio, eu mesmo sou um gay másculo e bonito, muitas vezes fico com ódio de biba abusada q insiste em me paquerar, mesmo eu deixando claro que não tenho qqer interesse(a gente olha bravo pra elas e aí q elas se apaixonam).Outra conclusão é q não é á toa que São Paulo tem sido o maior palco de agressões a homossexuais, ainda mais na regiãod a Paulista. Será que o movimento gay de São Paulo se perdeu e não percebe que no dia da Parada está é gerando uma carga maior de ódio e não de respeito por nossa causa???
É isso ai, Leandro!05/10/2011 10:37
É isso ai, Leandro!05/10/2011 10:37
Agressividade não é bem-vinda, mas ser insultado, agredido e não reagir, sabendo que não há arma no episódio, é o cúmulo da passividade. Nós somos uma minoria privilegiada, temos pensamentos masculinos e femininos se tratando de desejo sexual. Em uma situação dessas o meu lado masculino vem, à tona, e segure-me, não vai ficar barato. Os boyzinhos que as agrediram, aproveitaram de sua passividade em dar conselho, ir em local movimentado com a desculpa de comprar cigarros e que de nada adiantou, para seguros de si, caminharem para cima das tontas. Sou gay, portanto, não homofóbico, como me interpretaram ai pra baixo, apenas, sou realista, analisando os detalhes do acontecido. Ai, vem as defensoras das oprimidas, dizerem que foram vítimas da homofobia. Ninguém sabe da versão do outro lado, que não foi, ainda, indentificado. Têm gays que paqueram héteros, dirigem-lhes olhares e palavras das quais não querem ouvir, abusam de sua auto-confiança e acabam se estrepando e, depois, dizem-se vítimas da intolerância?
Leandro05/10/2011 10:06
Leandro05/10/2011 10:06
Sou gay e porradaria rola a solto em qualquer lugar , agora os gays ao invés de revidar fogem igual viado, dae vao ficar levando porrada, indo em delegacias vendo as pessoas rirem deles. Ao inves de se defenderem, pegarem uma pedra, um porrete, ou punhal q nem as traveca, nao os veado ficam levando porrada calado. QUEM CALA CONSENTE
Abraum Protásio05/10/2011 6:57
Abraum Protásio05/10/2011 6:57
Estou longe de pertencer a alguma seita evangélica fanática contra nós, mas concordo plenamente com Truta Matreiro. As paradas abandonaram o bom senso e passaram a ser momentos de pura putaria e baderna para muitos de nós. As bibas querem extravasar toda a repressão que sofrem no ano todo, e se soltam. Para elas, soltar-se é transar na rua, beber todas, cheirar muito talco proibido, mostrar a jeba ou a bunda para todos verem e se sentir, como se não vivessem em sociedade, com regras de convívio a serem respeitadas. Se acabassem as paradas, não perderíamos nada, porque esses eventos gastam rios de dinheiro público, suprimindo-o da saúde, da educação, da segurança e da assistência social, para não reivindicar nada, nem defender uma só causa socialmente justa. As paradas, hoje, são os rituais da futilidade, da irresponsabilidade e da imaturidade coletiva. Não, não sou da oposição. Sou a favor de uma outra postura que deveria ser adotada por todos nós: nas paradas, defender ideias e lutas em nosso benefício e não mantê-la como expositora de bundas e rolas e promotora da putaria, pura e simples.
Luano Furna05/10/2011 6:34
Luano Furna05/10/2011 6:34
Tudo bem, não nos iludamos. No entanto, chamo atenção, companheiros, para a forma respeitosa e serena com que Carla Vilhena, Chico Pinheiro e a outra jornalista tratam a matéria. Pode ser estratégia de marketing da Globo, mas a realidade, indiscutível, é que a pauta foi encarada sem preconceito nem rejeição contra nós. Se esse assunto chegasse à TV há alguns anos, é certo que teria algum comentarista dizendo horrores contra o casal, chamando-o de boilola e outras sandices. Esse respeito dos três apresentadores de agora revela que começamos a ser respeitados pela mídia, espelho e atiçadora da comunidade. Devemos isso às lutas de tantos companheiros de várias gerações que, mesmo colocando a cara para bater, lutaram para que, infelizmente ainda sem leis contra a homofobia, conseguíssemos que a televisão mostrasse um fato grave e doloroso como esse com a dimensão ética, social, política e humana com que deve ser abordado. Cadeia para os agressores, contenção para eles, educação, sempre, para todos nós. Dignidade: eis a bandeira a ser sempre desfraldada, e leis contra os homofóbicos, como conquistas para que nossa vida tenha outro rumo, mais leve e feliz. Para todos.
Ooooh até que fim??? até que fim??? até que fim porra nenhuma, escuta aqui seu babaca homofóbico de merda, fica sabendo que a justiça já esta sendo feita graças a Deus, infelizmente o casal gay levou uma surra covardemente, pois essa surra deveria ser para você, pra tu deixar de ser uma anomalia, ou melhor, exterminar você com vários tiros será uma solução de você sumir na face desse mundo e ir direto pro inferno, que é seu lugar, seu babaca.
Até que enfim!05/10/2011 0:09
Até que enfim!05/10/2011 0:09
Assistindo o jornal nacional, hoje, para não falar ontem, vi que, realmente, uma parte da polícia, para livrar-se da outra homofóbica, está investigando o caso e a imprensa auxiliando e divulgando as imagens da intolerância, porém não vai virar em nada porque não há flagrante e agressão não dá cadeia. Quem perdeu foram as gays moles, que levaram uma curra!
Leco04/10/2011 23:06
Leco04/10/2011 23:06
Se eles soubessem que mulher não gosta de homem que bate em homossexual.Talves eles pararariam com isso, porque eles gostam tanto de mulher.
Káka di popôs04/10/2011 22:53
Káka di popôs04/10/2011 22:53
Porrada para esses miseravéis homofóbicos, porrada neles!!!
Carlos04/10/2011 22:50
Carlos04/10/2011 22:50
Isso é falta de uma surra de muita porrada a esses homofóbicos, os pais ensinaram eles a ser assim, cultivar o odio aos homossexuais, esses canalhas merecem uma cadeia particular com direito a muita surra, solitária, e dias sem comer e beber, para aprender saber o que é respeito aos homossexuais, sou advogado e gay assumido graças a Deus, ainda quero que inventem uma lei que criminize esse tipo de violência, colocando esses bandidos na cadeia com direito a um tratamento especial, de muita surra, fome, sede, e 3 dias de solitária durante 10 anos, isso vai ser maravilhoso não só pra mim, como para todos os homossexuais também a esses heteros ignorantes que criam a homofóbia.
Gustavo - RJ04/10/2011 22:41
Gustavo - RJ04/10/2011 22:41
AGORA TEM QUE SER LEI, A TODO CRIME DE INTOLERÃNCIA "HOMOFÓBICA", TEM QUE TER TODO DIREITO DE SER ANALISADO A QUALQUER AGRESSÃO FISICA OU NO FALAR, CADEIA PARA OS HOMOFÓBICOS MISERAVÉIS QUE NÃO TEM O QUE FAZER, FICA ATORMENTANDO A VIDA ALHEIA DA CONDIÇÃO DOS CASAIS HOMOSSEXUAIS, E PEGAR ESSES BANDIDOS BABACAS PRENDER E DAR UMA SURRA DE TIRAR SANGUE NELES, PORQUE OS PAIS NÃO SOUBERAM EDUCAR ELES, COLOCANDO A HOMOFÓBIA FAMILIAR EM PRIMEIRO LUGAR, CADEIA PARA ESSES VAGABUNDOS, FILHINHOS DE PAPAI, AINDA QUERO TER NOTICIAS DESSE CASO, PRA VER O ROSTO DESSES ANORMAIS E BANDIDOS TAMBÉM, COVARDES DE PURA VERGONHA.
Joai04/10/2011 21:54
Joai04/10/2011 21:54
Todo Odio é uma forma de AMOR disfarçada.
Ana04/10/2011 21:51
Ana04/10/2011 21:51
Ao inves de catar mulher para namorar ou coisa similar..sai batendo em Gay,,,é muito estranho esse comportamento eu heim...
Monalisa super lisa04/10/2011 21:27
Monalisa super lisa04/10/2011 21:27
A depravação das paradas gays tem aumentado o odio aos gays. agora estamos pagando o preço por tanta putaria em publico. A forma de expressão desse manifesto tem q ser revista urgente
drawot@ig.com.br04/10/2011 20:39
drawot@ig.com.br04/10/2011 20:39
Vivo em São Paulo há 23 anos. Não sou natural daqui. Naturalizei-me com o passar do tempo. A Cidade me adotou e eu a ela. No início lutei muito para me inserir no cenário. Meu sotaque mineiro nunca me expôs muito mas houve uma época em que eu era, aqui na Cidade, ainda muito mineiro e em Minas, muito paulista. Sentia-me sem identidade... na estrada. Hoje digo com dor no coração que ainda amo São Paulo. Mas hoje é bem mais difícil viver aqui do que há 23 anos atrás. Muito tempo passou e vejo a cidade que me acolheu degradada, tendo se deteriorado com o passar dos anos... por vários motivos. O mais grave, reputo, é a falta de acesso à educação das pessoas... de um modo geral ficamos muito mais mal educados. Em todos os sentidos. Na rua, no trabalho, em casa... no ambiente público... Essa falta de educação e de sensibilidade faz com que as pessoas, entre outras coisas, não se vinculem emocionalmente à Cidade que as acolhe e que queiram simplesmente aproveitar o que ela ainda pode oferecer... Assim procedendo, seguimos jogando papéis no chão, lixo nas ruas, gente de condição financeira boa agindo como se não tivesse dinheiro para adquirir cultura, as autoridades constituídas, Prefeito e Governador, se eximindo silenciosamente, sem reconhecer os problemas que afetam a todos, de qualquer responsabilidade sobre o caos por eles mesmos permitidos. A intolerância vive nas ruas de São Paulo e nos arriscamos a nos contagiar com ela. Digo isto por mim mesmo que, às vezes, chego a me perguntar o que certas pessoas fazem num lugar como esta Cidade. Vive-se um desrespeito às leis, às regras mínimas de convívio social. A atitude desses dois agressores é exatamente o reflexo do descaso do Poder Público em garantir ao cidadão a segurança para transitar pelas ruas. Tal comportamento é uma demonstração de deboche e de desafio à uma autoridade incompetente que nos governa, que na direção do Estado e da Cidade foram colocadas para representar uma sociedade. Hoje eles, Prefeito e Governador, se investem de uma autoridade de fachada. Ocupam um lugar de decoração. Mostram-se incompetentes para garantir a quem os elegeu uma qualidade de vida decente. E por outro lado, nós, cidadãos, achamos que a coisa não é conosco. Que não temos nenhuma responsabilidade ao que acontece nas ruas. Estamos fazendo de São Paulo uma selva habitada por animais bípedes e condicionados a não pensar. Tristeza. Amo São Paulo como se aqui tivesse nascido e trato esta cidade com mais respeito do que muita gente que tem em seu RG esta Capital comoo local de nascimento. Pioramos. Todos, sem exceção.
kaka04/10/2011 20:14
kaka04/10/2011 20:14
...Moramos em um país com leis muito boas, se fossem aplicadas em sua totalidade e com o rigor da palavra "Lei"; só que, na contramão existe outra palavra mais forte a chamada "injustiça", tudo é lamentável: o cara que enche a cara de cachaça e sai á 120Km p/h e mata uma advogada em uma rua de Sampa; os políticos q escondem dolar na cueca; o pedófilo; os estupradores de mulheres indefesas; as Gangs q batem em Gays, não gostam de Nordestino e se acham superiores a raça Negra, etc, etc e etc... ...enfim, melhor para por aqui se não vou ser "injusto" com alguém...beijos a todos
D K ES04/10/2011 20:00
D K ES04/10/2011 20:00
MERECE PELO MENOS UMA SURRA SIMILAR, HEIN? DIREITOS IGUAIS! VAI FICAR ASSIM, ENQUANTO A GENTE CONTABILIZA E DISFARÇA HEMATOMAS? HEEEEEEEEEEIN?!
Luiz04/10/2011 19:49
Luiz04/10/2011 19:49
Precisamos de uma GRANDE PASSEATA para a prisão desses marginais. Não é só passeata no dia do Orgulho gay. Sempre na luta. Que gente horrível e violenta. Monstros!
Marcos04/10/2011 19:48
Marcos04/10/2011 19:48
Concordo com o comentário abaixo, de fato uma cidade tende a ser mais tranquila em certos aspéctos, quando tem uma população mais uniforme, ou seja, quando não tem um excesso de pessoas de outras regiões(incluindo paises) concentradas ali. São paulo tem indivíduos de tudo quanto é tipo.. gangues diferentes, vertentes ideológicas diferentes,,
Diego SP04/10/2011 19:36
Diego SP04/10/2011 19:36
Ocorre que em São Paulo é uma mistura de tudo.. por ser uma cidade tão dinâmica no lado financeiro, atrai pessoas de comportamentos diversos... Sou paulista mas brinco sempre com os meus pais que me considero uma cidadão sem identidade.,, to falando sério mesmo, São Paulo é uma cidade ñ dos paulistas.. tudo quanto é gente vem parar aqui..é uma suruba do caralho..rs .. Por ex: vc entra no metrô ou no elevador do seu prédio vc ouve 5 sotaques diferentes, inclusive, de outros paises. Cabe ao ESTADO responder a essas agressões com uma lei severa... Inclusive o Alckimim já se manifestou a favor da causa gay.
De Johnas para Dona Salete04/10/2011 19:28
De Johnas para Dona Salete04/10/2011 19:28
Concordo que não é a oitava maravilha do mundo. Mas convenhamos que é beeeeeeem mais tolerante. E não se restringe só a ZS não. Na ZN e ZO vc também anda tranquilo e é bem aceito. Existem lugares maravilhosos no RJ e não é só restrito a ZS.
de ales para jonas04/10/2011 19:26
de ales para jonas04/10/2011 19:26
mais ai jonas o governador investe ele abraca a causa gay aqui em sao paulo o governo so pensa no dinheiro que esse publico pode oferecer ao estado , o governador do rio defende os gays ai com vontade aqui meu amigo nos estamos a deus dara o povo so pensa em dinheiro que os gays podem oferecer a cidade ,e quanto a gente apanha vira noticia no pais inteiro mais no fim nao da em nada .
De Johnas para Ales04/10/2011 19:13
De Johnas para Ales04/10/2011 19:13
Pois é Ales, sinto muito, porque no RJ as coisas são bem diferentes. Tipo, rola uma gracinha com as mais desinibidas mas fica nisso. Não tem esse lance de perseguição como tem em São Paulo. O pessoal é bem mais cabeça! A aceitação é muito melhor, não é a toa que vc encontra turistas de várias regiões e de outros países, boa parte formada pelo público GLTB!
Marcel04/10/2011 18:44
Marcel04/10/2011 18:44
o texto diz: " uma nova pista pode levar a identificaçao e a prisao de dois homens..." lemento , mas eu nunca vi um caso de agressao, terminar em prisao, sempre existe um recurso, sempre tem uma lei ou um paragrafo q redime o agressor ou assassino de se livrar de qlqr puniçao, essa llegislaçao tem q mudar, reu primario, pode cometer crime q sempre existe um recurso a seu favor. Q triste esse Pais q defende agrassores e assasinos. Lamentavel, acho pessima tambem a atitude da policia de SP, a regiao do baixo Augusta eh repleta de gente nos finais de semana, o consumo e trafico de drogas eh explicitom soh a policia nao ve. Moro na regiao e a baderna e impressionante. Vi da minha janela um cara ser assaltado por 2 mlks de rua viciados em crack, com 2 tapas ele consseguiria se livrar... nem reagiu. Vidro de carro quebrado e som roubados eh normal, quem vai fazer ocorrencia na dlelegacia, pra ser destratado e ficar horas esperando pra nao dar em nada? Um amigo foi assaltado na esquina de casa, por 2 bandidos ARMADOS, numa regiao onde o efetivo policial deveria ser aumentado. POLICIA MILITAR A AV PAULISTA JA ESTA BEM ILUMINADA, FALTA POLICIA NA RUA AUGUSTA, CAMERAS DA PREFEITURA PRECISAM SER INSTALADAS. PRA ONDE VAI O DINHEIRO DOAS NOSSOS INPOSTOS? VAMOS PARAR DE DAR AUMENTO PRO KASSAB, DONA ALDA E DEPUTADOS E VAMOS USAR ESSE DINHEIRO EM PROL DA POPULAÇAO, SE NAO FOSSE AS CAMERAS DO POSTO DE GASOLINA, AS IMAGENS NAO EXISTIRIAM. BANDIDOS SOH EXISTEM PQ NAO SAO PUNIDOS. DESCULPEM PELO DESABAFO, MAS EH A REAL.
de ales para salete04/10/2011 18:41
de ales para salete04/10/2011 18:41
salete niquem aqui ta defamando a cidade de sao paulo sou paulistano com muito orgulho mais a verdade minha filha e que a coisa aqui ta feia mesmo , voce mora no rio pois bem venha aqui em sao paulo e tenta anda na regiao da paulista a noite ,o que nao podemos e achar que as coisas estao bem que da tudo certo que as pessoas estao ja nos aceitando numa boa tem muita gente que nos ceita sim tem respeito mais sao muito poucas, isso que aconteceu na paulista nao foi a primeira vez e nem sera a ultima ,em vez da gente ficar fazendo um espetaculo de circo em paradas gays deviamos nos unir ,e fazer um protesto de verdade entende para acabar com essa violencia senao minha filha a vida de gay sera sempre esse mundinho que nao existe .
Dona Salete04/10/2011 18:32
Dona Salete04/10/2011 18:32
Não culpem a cidade de São Paulo pelo acontecido. Sou carioca mas não admito que achincalhem com a maior metrópole sul-americana por conta de uns desatinados, vagabundos que violentamente agrediram dois homossexuais. Besteira! Não devamos generalizar pela prática de uns criminosos bárbaros. Muitos fatos como esse tornar-se-ão comuns, pois a visibilidade gay agride a muitos recalcados e supostamente ofendidos em sua falsa moral. Que a união homossexual não se dê de forma episódica apenas nas Paradas Gays, mas sempre, sempre. Precisamos de amor, afeto e muito companheirismo nesses tempos sombrios e desalmados. Afinal, somos o amor que não ousa dizer o seu nome.
alex para medo ai embaixo04/10/2011 18:18
alex para medo ai embaixo04/10/2011 18:18
querido logico que nos temos o direito e expressar nosso manifesto pois conquistamos esse direito senao nem na paulista poderiamos fazer a parada gay alias e so na parada gay mesmo que podemos andar na paulista um pouco sem medo ,mais vamos ver o lado bom a parada so tem por causa da grana que da para a cidade e o lado ruin a parada so tem putaria mesmo, gente de peito de fora gente de bunda de fora gente bebendo vinho barato e dando show na rua ,gente usando drogras gogos boy quase pelado em cima de trio eletricos,e ai o que voce me diz isso e manifesto sem dizer nos ladroes quem vem baterna a parada gay ,entao isso meu amigo e uma putaria mesmo,nao adianta a gente defende essa palhacada e ai o que acontece a sociedade fica revoltada e sai batendo em todo mundo que ate gente que nao e gay da sendo confundida com gay e apanhando tambem nao serve para nada essa parada gay nem uma lei foi aprovada ate agora e o preconceito pode agreditar da mais forte.
Raul04/10/2011 18:15
Raul04/10/2011 18:15
Morro de medo de São Paulo, cidade violenta demais, ser gay em SP é garantia de desgraça na certa.
Medo!04/10/2011 18:09
Medo!04/10/2011 18:09
Esclarecendo: quis dizer que entendo que o preconceito e a homofobia levem uma pessoa a pensar que as agressões são motivadas pela superexposição gay na parada. Mas temos todo o direito de fazer isso, doa a quem doer. Não estamos ofendendo ou prejudicando ninguém. Quem se sente mal certamente tem complicações internas a resolver. Os agressores são covardes, pois querem se sentir fortes praticando a violência e rebaixando a vítima. Não podemos entrar no jogo deles e pensar que é nossa culpa.
Medo!04/10/2011 18:06
Medo!04/10/2011 18:06
Gente, o que é isso que acontece em São Paulo? Um gay não pode mais sair à rua que é espancado? Até entendo os comentários de quem acha que a livre expressão do desejo na parada é uma das causas das agressões. Mas não podemos concordar com isso, pois, assim, estaremos culpando as vítimas, e não os agressores. Com essa atitude, seremos homofóbicos, ao invés de combater a homofobia.
Para Truta Maneiro 3504/10/2011 18:02
Para Truta Maneiro 3504/10/2011 18:02
Seu discurso é típico da oposição, tá na cara que vc deve ser membro de alguma igreja que não suporta os gays. É vítima de homofobia, não revide, vá a delegacia mais próxima! Isso é ser racional!
Truta Maneiro 3504/10/2011 14:56
Truta Maneiro 3504/10/2011 14:56
Concordo com o Alex, moro na regiâo dos jardins, esta parada é uma palhaçada,deixou de ser um movimento político e se transformou em pura baderna.Conheço Paradas de outros países que são bem claras nos seus objetivos.Aqui ao invés de orgulho gay,está sendo o dia da vergonha gay. O povo trepando em tudo qto é canto,bêbados, parecem selvagens...E deviam fazer um levantamento das agressões antes e depois da parada. Tb concordo que esse tipo de caso na mídia serve apenas de chacota para a maioria dos heteros.Até mulher se defende melhor do que esse bando de menininha...Putz, a coisa está ficando séria para qm mora aqui em São Paulo, basta ser veado que parece que tem uma seta dizendo me bate que eu não revido...Só saio chorando,gritando como o Clô da novela...
alex04/10/2011 13:11
alex04/10/2011 13:11
pos e e lamentavel mesmo mais acho que isso so da acontecendo depois que a parada gay virou uma baterna na paulista alias so tem aumentado as agressoes contra homosexuais em sao paulo ,nao da vaelndo de nada aquela palhacada na paulista todod ano so da fazendo aumenta mais ainda o preconceito, e lei nem uma e aprovada ate agora para defende a gente , e toda vez que alquem e agredito todo o brasil fica sabendo ,e ai as pessoas falam assim olha os viados sendo espacandos e tao risada pelo menos e o que os moradores do meu condominio comendo toda vez que acontece isso.
Beto04/10/2011 12:35
Beto04/10/2011 12:35
Vamos denunciar esse marginais.
LOIRO 04/10/2011 12:20
LOIRO 04/10/2011 12:20
É MUITO TRISTE LAMENTAVEL
Faça seu comentário!
Nome

Faça seu comentário:

LEIA TAMBÉM
LEIA MAIS
28/11/2014 NOTíCIAS » Conheça o maior e melhor site de strippers virtuais do Brasil: Câmera Privê!
27/11/2014 NOTíCIAS » Ricardo King tem 28 anos, é carioca e ficou totalmente nu neste ensaio para o Delirio que será lançado amanhã (sexta)
27/11/2014 NOTíCIAS » Jogo que estimula caça aos gays causa polêmica na loja do Google Play.
27/11/2014 NOTíCIAS » Jogador Thomas Touré escorrega no campo e mostra dote. Vem ver!
26/11/2014 MúSICA » Último show da turnê Artrave, de Lady Gaga, já está disponível na web.
26/11/2014 NOTíCIAS » Time de hóquei universitário tira a roupa contra a homofobia.
25/11/2014 NOTíCIAS » Genética ajuda a definir homossexualidade, segundo estudo americano.
25/11/2014 NOTíCIAS » Defensor da cura gay se casa com outro homem nos EUA.
Luvin Byl
Mr Sansan
Twitter
Facebook
YouTube
© Copyright 2015 MundoMais. Todos os direitos reservados.