Quinta-feira, 06 de Outubro de 2011
INTERNET
Protesto no Facebook
Usuários criam evento na rede social – e também fora dela - para protestar contra as constantes agressões a LGBTs.
por Redação MundoMais

“Ponha uma foto de alguma personalidade gay no seu perfil, em protesto ao casal (meus amigos pessoais), que foi agredido covardemente em frente a um posto de gasolina na esquina da Fernando Albuquerque com a Bela Cintra, e ninguém fez nada para ajudá-los. Temos que acabar com essa tolerância à violência e com a intolerância quanto à orientação sexual das pessoas.” Com essa mensagem, a página Todo mundo Gay no Facebook (e sábado à noite). convida todos os usuários da rede a participarem de uma manifestação pacífica contra a homofobia e as constantes agressões que LGBTs vêm sofrendo na cidade de São Paulo e no Brasil.

Criada pelos designers William Cavagnolli, 27, e Cris Naumovs, 33, a página, que já tem mais de 2.000 confirmações, também convoca a todos para um evento fora da rede social. Marcado para sábado (8/10), às 23h30, mesmo local e horário em que o casal Marcos Paulo Villa, de 32, e o companheiro dele, que pediu para não ser identificado, foram agredidos covardemente por dois homens no sábado, dia 1º de outubro, na região da Avenida Paulista. (reveja matéria AQUI)

Segundo Cavagnolli, amigo de uma das vítimas e idealizador do evento, essa é uma luta de todos. “Pessoas são pessoas, carinhosas, afetivas, perigosas, negativas. O fato de serem ou não homossexuais não afeta a sua personalidade. É por isso que, mesmo eu não sendo gay, resolvi abraçar essa causa, assim como devemos abraçar a causa de mulheres, crianças ou mendigos violentados. É só uma questão de cidadania. Essa luta é da sociedade e de quem está no poder também, como políticos, artistas, celebridades”, diz Cavagnolli.

Quer participar da manifestação contra a homofobia e a violência? Confira os detalhes:

Todo mundo gay no Facebook (e no sábado à noite)

Dia: sábado (8/10), as 23h30

Local: Em frente ao Restaurante Mestiço (Rua Fernando de Albuquerque, 277)

Leve uma vela e faça 30 minutos de silêncio

A página do evento no Facebook: número de participantes cresce rapidamente.A página do evento no Facebook: número de participantes cresce rapidamente.
Facebook do MundoMais
Norma para comentários:
Acusações insultuosas e comentários em desacordo com o tema da matéria serão despublicados.
Comentários dos leitores (26)
à guerra14/10/2011 22:12
à guerra14/10/2011 22:12
eu já to ficando cansado de explicar, então vamos lá novamente, enquanto continuarmos neste postura pacífica, tipicamente feminina, com medo dos marmanjões seremos sempre atacados. quero lembrar: primeiro que somos homens pelo amor de deus, segundo, se queremos paz devemos nos preparar para a guerra e não para a próxima tendencia de moda, chega!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Luiz10/10/2011 19:34
Luiz10/10/2011 19:34
A grande verdade é que a desculpa esfarrapada do advogado está gerando confusão na mente das bichas sem opinião e sem inteligência. Imagina, o cara que prestou depoimento na última sexta, o agressor, dizer que ele foi perseguido pelos gays e atacado por eles. Só que ele não tem um arranhão, se quer, no corpo. Isso li no G1, da Globo.com. Claro que é uma MENTIRA deslavada e enorme. Aqui ninguém é burro. Bicha burra nasce morta. Poupem-me, por favor, de comentários idiotas.
Pistoleira 3309/10/2011 23:46
Pistoleira 3309/10/2011 23:46
Gente, agora ninguém mais pode fazer arrumar briga com gay q já é homofobia??Devemos ouvir os dois lados da historia. Como do nada iniciou-se as agressões se os proprios ofendidos disseram não terem trejeitos(apesar de morrerem de medo de uma briga mano a mano).Acho um pouco estranha essa historia, conheço muita bixa q é amiga de mulher hetero e acha que o bofe q está afim dela tb pode pegar a pintosa junto...Sei não...
Devo falar.......09/10/2011 20:29
Devo falar.......09/10/2011 20:29
Gente! O casal correu até o posto de gasolina, com a desculpa de comprar cigarros, mas na verdade, foram em busca de proteção para livrar- se da agressão, porque ocultaram a verdade? Ora, acham que as pessoas vão comprando briga, que não sabem como se originou? E se os caras estivessem armados? Essa história está muito mal contada! No início de tudo, estavam todos num bar. Os gays relataram que os rapazes estavam paquerando uma suposta amiga deles e a partir dai originou-se a desavença. Será que não foram os gays que flertaram os rapazes e se deram mal? Uns conhecidos meus já passaram por essa situação e levaram vários tiros, mas conseguiram fugir, apenas um levou um tiro na perna. Essas bibas estão querendo é Ibope!
Diogo08/10/2011 17:41
Diogo08/10/2011 17:41
Gostei do comentario la de cima rs sobre academia de artes marciais ja eu sou uma arma branca ,gay assumido e luto taekwondo a 18 anos entao queria ver um desses ordinarios vir a se meter a besta comigo ou com meus amigos ai a mataria seria outra "gay quase mata homofobicos" entao pessoal vao ficar esperando oq? Apanhar e ficar queto que nada se ver isso acontecendo vai ajuda quebre n meio esses homofobicos que é o que farei se presenciar !!!
Wildzyum Nascimento.08/10/2011 14:08
Wildzyum Nascimento.08/10/2011 14:08
Duvido que se tivesse uma Madame Satã em cada esquina, a violêncio continuaria a mesma. Sou a favor de abrir uma academia de artes marciais para que os gays aprendam a se defenderem com armas brancas, inclusive. Já me cansei de ser pacífista e o escambau. Saio armado todos os dias porque já sofri um ataque de skinheads. Nestas horas a polícia não aparece. Discreto, sempre sei chegar e sair de qualquer lugar sem outdoor, cartazes, lantejolas e paetes pra divulgar o que sou. Então, a partir da data da agressão até sempre eu mesmo defenderei a minha Vida, que é sagrada. Pois tenho muitos sonhos a concretizar. Como se já não bastasse sofrer preconceitos camuflados por ser negro (inclusive dentro do gueto e circuito GLS - pronto falei), ainda tenho que andar com cautela porque tenho uma condição sexual diferente dos demais? Não mesmo.
Leco08/10/2011 11:25
Leco08/10/2011 11:25
Então quem é contra a parada montada do jeito que sabemos, então faça protesto, entre em contacto com os organizadores e pesam para mudar o jeito , nem precisa eliminar os carros de som, mas pelo menos bota os participantes bem orientados e botam todos pra gritar palavra de ordem.Ou eliminie os carros de som e façam um verdadeiro desfile com ar de protesto.
pra massima07/10/2011 22:37
pra massima07/10/2011 22:37
bicha revoltada e louca vai terminar teu curso de bicha despeitada q vc deve ter ficado devendo alguma disciplina pertubada, vai falar merda assim na favela q tu mora vai
LEO07/10/2011 13:15
LEO07/10/2011 13:15
lamento mas me deu vergonha este protesto de velas... A vitimizacao leva ao ódio. depois q comecaram a noticiar estas agressoes na paulista elas dobraram pq PASMEM! tem viado que malha 7 vezes na semana é forte e aceita levar porrada sem revidar.. GENTE, ACORDA? esta ultima agresao na paulista os 2 garotos estao NA MAO, NAO TINHA ARMA ALGUMA. por favor né! Olha 3 exemplos de países que eu já morei, Argentina a marcha pelo casamento gay hetero nao entrava, se entrasse pra ofender levava porrada, nesse sentido o argentino gay se impoem MUITO mais, eles nao tem medo. Nos EUA(San Diego) a porrada come na porta dos bares gays, Amsterdam(porta do pacific park) 2 caras se beijando há metros da porta apertando o fodasse pro mundo. Gente o brasileiro é muito pacato nestas horas, muito medroso, muito OTARIO, me desculpe é a minha opiniao. mas na hora de por o pau pra fora e a bunda de fora no carro alegórico como foi dito em nenhum destes lugares fazem, mas aqui é o que mais faz, como falaram cuidado com pseudo protestos para nao virarem chacotas de heteros, tem muita gente rindo destes ataques, no meu ambiente de trabalho todos riem dessa passeata de SP, me da vergonha!
Lilica Tateuku 07/10/2011 11:07
Lilica Tateuku 07/10/2011 11:07
Povinho do mundinho, tem gente q ama o gueto porque se sente uma estrela entre os seus pares enquanto na vida fora do gueto( o mundo real), além de não ser ninguém de relevância social, sofre com o preconceito no trabalho, dos vizinhos e o pior, o preconceito da própria família.Mas existem gays que não precisam do gueto porque são amados e respeitados por seus familiares,tem sucesso profissional, reconhecimento social, são felizes fora do meio. Só se justifica a existência do Movimento gay para criar um ambiente mais receptivo ao gay. No caso daqueles que se satisfazem nos guetos,tudo está ótimo,apenas estravazem dentro dos guetos como sempre fizeram.Agora, para os que tem uma vida além do circuito boate-sauna-putaria é urgente o reconhecimento dos nossos direitos civis e a feitura de uma lei q criminalize a homofobia. Achei muito gay(no mau sentido,ou seja no sentido de menininha) esse protesto de velas na calada da noite. Só falta ter bixa chorando,gente citando poemas,pessoas ajoelhadas com rosário na mão..Esse protesto é um prato cheio para esses programas macabros tipo Panico,CQC...em resposta ao cara q disse q o protesto era muito tucano(meu, acorda, no Brasil PT ou PSDB, todos são de extrema direita).
Augusto P.07/10/2011 9:07
Augusto P.07/10/2011 9:07
Quem quer ser "bicha quietinha" tem uma vontade de ser aceito, não de mudar o estado injusto das coisas. Falta um pouco de crítica a quem chamou o protesto. Mesmo assim estarei lá mas não contem comigo nem para o silêncio (até pq silêncio não existe na região da augusta!) nem para velas. Tem gay que só acorda para a vida quando leva paulada de um homofóbico, enquanto isso não acontece ficam nos guetos, e nos lugares que o dinheiro podem pagar, tentando ser "bonzinhos e quietinhos"... È a postura, somos gays mas somos limpinhos, passamos gel no cabelo, etc", tucano demais para meu gosto... Foda é que tem gay que leva paulada e ainda acha que tem que ser bom comportado durante um protesto contra a homofobia, como se tivesse que justificar... Tipo aquele casal que foi reprendido na Ofner e queria fazer um "abraçasso" em vez de beijaço...
Massima07/10/2011 7:29
Massima07/10/2011 7:29
Honestamente nao irei e acho uma enchecao de saco essa onda de HOMOFOBIA, pelo simples fato de que TODAS AS VEZES que fui agredido na MINHA VIDA foi por um outro gay. E olha que ja saí com miches , nao sao santos porem escolho-os em sites confiaveis e nao pego em rua. Ja quando fui em uma festa chamada MAXIMA no Rio de janeiro juntaram um grupo de garotos e com o aval da seguranca local comecaram a porradaria, a porrada correu solta, porem o grupo via q eu conseguia porrar apareciam mais 3 e o seguranca pra me bater. Nao queria revidar, mas tive, acho q esta festa nao existe mais pq nunca vi um ambiente tao homofobico como dentro dos proprios ambientes gays, em boate hetero os caras nem te olham estao preocupados com as bucetas e se olham é pq tu deve ser pintosa AÍ o problema é seu, SÓ DIGO QUE DE SANTO GAY NAO TEM NADA E REITERO TODAS AS VEZES Q FUI AGREDIDO FOI EM UM LOCAL GAY SEJA FISICAMENTE OU ATÉ MESMO VERBALMENTE COMO POR EXEMPLO OS GRUPINHOS DAS BIBAS ME XINGAVAM DE MICHETERO, PASSIVA ETC... EU SOU GAY MAIS NAO APÓIO CAUSA ALGUMA, CADA UMA Q SE FODA!
Pedro safado07/10/2011 6:38
Pedro safado07/10/2011 6:38
concordo com o bruno sp.... que faça protesto na parada gay tb... imagina aquela multidão pedindo paz...
Tieta Tetagrande07/10/2011 1:41
Tieta Tetagrande07/10/2011 1:41
Gente eu vou, vou levar uma vela de 7 dias!!!!! Mas por que vela???Alguma das bibas q levaram a pisa tá precisando de ajuda espiritual??Nossa e o protesto vai ser no fim da noite...E como vai ser isso ir para a boate com um maço de vela???E se eu conhecer o bofe da minha vida nesse dia???Ele vai me achar esquisita...Acho que não vou nào...Acendo uma vela no cruzeiro do cemitério em intenção...dá no mesmo.Sorte.
Tinho07/10/2011 1:15
Tinho07/10/2011 1:15
Espero que este protesto seja de boa qualidade.Será um protesto hein. E não, uma parada gay.Protesto é protesto e ponto.
Luiz06/10/2011 20:57
Luiz06/10/2011 20:57
Estarei lá na manifestação. Beess apareçam, pois qualquer um de nós pode ser o próximo, a próxima vítima, infelizmente. Até sábado!
Bruno SP p Marcos Alexandre06/10/2011 20:08
Bruno SP p Marcos Alexandre06/10/2011 20:08
Concordo c quase tudo q vc disse. Só nao acho q cabe à alguem julgar por qual motivo um dos agredidos no caso da Paulista optou por não se expor. Há mtas profissões q um gay assumido pode sofrer mto com preconceito. Eu nao iria me expor numa situaçao dessas por este motivo. Sou engenheiro e trabalho num ramo altamente preconceituoso. Já participei de reuniòes em q vi meu chefe esbravejando p demitir um rapaz gay por ter sido virado motivo de chacota entre peões qdo perdeu um celular na obra com fotos dele com outro rapaz em situaçoes íntimas. Sem falar q há mtas famílias q nao aceitam tao bem o fato de ter alguém assumido aos 4 ventos, tipo akela coisa: seja gay mas seja macho p nao envergonhar a família. O outro rapaz é fiscal de rendas, concursado, servidor público. Tem leis q proíbe qualquer tipo de discriminaçao no trabalho em favor dele. Já na iniciativa privada, as coisas nao sao assim! Entao...acho q cada um é q sabe onde lhe aperta os sapatos! O cara pode ser bem resolvido, mas as vezes é necessário omitir p se proteger!
Marcos Alexandre06/10/2011 19:18
Marcos Alexandre06/10/2011 19:18
Olha os dois casos recentes de assassinatos - por onde eles andavam e o que estavam fazendo? Vou soletrar de uma maneira bem clara: C A Ç A N D O. Indiferente fossem seus comportamento com familiares, amigos e em ambiente de trabalho - a promiscuidade é algo que faz parte do dia a dia de muitos gays... A promiscuidade faz o gay deixar de lado a racionalidade e correr riscos - desde um exame HIV positivo ou um assassinato.
Marcos Alexandre06/10/2011 19:11
Marcos Alexandre06/10/2011 19:11
Não estamos aqui para julgar as pessoas mais eu to curioso com uma coisa - porque um deu a cara na mídia..nome...profissão e o outro não - ainda tem medo de assumir por pressão no trabalho...família...amigos? Mais verdade seja dita - há muitos gays mesquinhos e descarados que com álcool e drogas na mente ou não podem agora se prevalecer das leis. Conheço muitos casais que adoram provocar e se insinuar para até onde vai o temperamento e o comportamento de um ser hetero. NÃO ESTOU AQUI SENDO CONTRA MUITO MENOS A FAVOR DAS ATITUDES DE AMBOS OS LADOS - mais o medo da sexualidade de um dos rapazes em não ser revelada na mídia demonstrou o qto de medo e de receios esse tem em SAIR DO ARMÁRIO.....
Para Odete Caniveteira06/10/2011 16:38
Para Odete Caniveteira06/10/2011 16:38
Vc julga sem saber, aposto que nem leu as matérias, pra sua falta de informação, eles são namorados (não paqueraram os agressores como você sugeriu). Antes de opinar, colha os fatos..
Igor06/10/2011 16:37
Igor06/10/2011 16:37
A quantidade baixa de opiniões opostas aqui é pelo fato de servirem apenas pra pessoas próximas a esse bairro em São Paulo.. Os outros assuntos tem mais comentários pois servem pro BRASIL inteiro ( que é enorme).
Bruno - SP06/10/2011 16:23
Bruno - SP06/10/2011 16:23
Acho q deveria fazer protesto é na parada gay da Paulista....pq akilo virou apenas uma micareta gay onde quem vai só se preocupa em fazer catação, encher a cara e usar drogas. Silenciem os trios elétricos e usem os 3 milhões de pessoas gritando pelos seus direitos em voz alta! Aí sim, seria algo UTIL p a comunidade gay!!!
Odete Canivete 3506/10/2011 15:19
Odete Canivete 3506/10/2011 15:19
Bem, quem idealizou o protesto era amigo do casal de bibas. Gostaria de ouvir o outro lado da história.Tem muita biba que acha que pode pegar qqer homem e insiste na cantada...Eu mesmo por não ter trejeitos e ser bonito sofro com esse assédio chato(que no meu caso provoca nojo).O pior é q se o cara olha feio para a biba lesa ela se apaixona(não entende que tem gente q não a qr).Agora, que foi vergonhoso essas duas fortonas apanhando sem bater(no corpo a corpo,dois a dois),ah isso foi...O protesto podia ser diferente: Um curso de um dia de defesa pessoal e de armas legais para se usar em São Paulo.Esse tipo de manifestação só atinge os proprios gays,não os agressores...Ingênuo demais.
Euzim06/10/2011 15:10
Euzim06/10/2011 15:10
Protesto silencioso? Fala sério, né? Deveria reunir todo mundo e ir atrás dos espancadores e tirar a pele deles, isso sim.
Boby06/10/2011 13:30
Boby06/10/2011 13:30
É tão engraçado que quando se trata de assuntos de cidadania e ir em busca do que realmente é certo, ninguém se manifesta, mas se fosse um convite para ir em uma balada, ou no "carnaval fora de época", que é o que penso sobre a parada gay, todos muitos estariam se manifestando e trocando ate contatos para ir fazer sacanagem, agora, quando se trata de um assunto decente que envolve direitos de verdade, muitos não chegam nem a olhar a meteria sobre o assunto...Pow meu...galera...Acorda...estamos em guerra...
Kleber06/10/2011 11:26
Kleber06/10/2011 11:26
Apoiado fazendo isso agora .
Faça seu comentário!
Nome

Faça seu comentário:

LEIA TAMBÉM
LEIA MAIS
23/07/2014 NOTíCIAS » Ator pornô Bruno Knight é preso em aeroporto com drogas no ânus.
23/07/2014 NOTíCIAS » Klebber Toledo sobre personagem gay em Império: Não sou amante, sou a inspiração!
22/07/2014 NOTíCIAS » Como podemos (e devemos) agir diante de uma traição? Descubra!
22/07/2014 CINEMA » Pai da computação (e gay) ganha filme em que mostra genialidade na 2ª Guerra Mundial.
21/07/2014 NOTíCIAS » Marcelo Adnet faz sátira e exibe primeiro beijo hétero em novela gay.
21/07/2014 NOTíCIAS » Modelo canadense chama atenção pelo belo corpo e rosto tatuados. Vem ver!
18/07/2014 NOTíCIAS » Macedônia aprova lei que proíbe o casamento gay.
18/07/2014 SAúDE » Entenda como o aeróbico em jejum (AEJ) pode ajudá-lo a emagrecer.
Twitter
Facebook
© Copyright 2013 MundoMais. Todos os direitos reservados.