Segunda-feira, 10 de Outubro de 2011
EUA
Torturado
Jovem gay diz que foi eletrocutado e torturado em sessão de cura, aos 12 anos de idade.
por Redação MundoMais

ESTADOS UNIDOS - Mãos queimadas e depois congeladas. Pequenas agulhas sendo enfiadas embaixo das unhas. Sessões de eletrochoque. Tudo isso enquanto um vídeo exibia cenas de sexo explícito entre homens.

Samuel Brinton tinha apenas 12 anos quando foi submetido a uma sessão de ‘cura’ na igreja batista norte-americana, após ter contado ao pai, um pastor do interior do estado de Iowa, que sentia atração pelo melhor amigo.

O jovem, hoje com 23 anos e estudando engenharia nuclear no conceituado MIT (Massachussets Institute of Technology), contou sua história em uma série de entrevistas sobre a realidade de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transsexuais nos EUA, que já foi visto dezenas de milhares de vezes na internet.

Em seu perfil no Twitter, Brinton diz que quer usar o seu exemplo para que outras pessoas possam ter uma escolha que ele não teve.

No vídeo, ele conta que apanhou tantas vezes do pai e com tamanha violência que chegou a ser levado diversas vezes à emergências de hospitais, onde dizia que havia “caído da escada”.

A tortura no ritual da igreja batista não era apenas física. Seus pais chegaram a dizer ao menino que ele tinha Aids e que era o último gay dos EUA, uma vez que o governo teria exterminado todos os outros.

Depois de meses de tortura, ele disse ter considerado o suicídio, subindo no telhado da casa onde morava. Sua mãe, que também apoiava a tentativa de “conversão”, tentou dissuadi-lo dizendo: “Eu vou te amar de novo, mas só se você mudar.”

Brinton acabou descendo do telhado e convenceu os pais de que havia “mudado” até sair de casa para ir à faculdade. Quando resolveu assumir sua orientação sexual e voltar para casa, encontrou suas coisas todas na rua. O pai ameaçou matá-lo se ele tentasse contato novamente.

“Na última vez, ele disse que atiraria em mim se eu tentasse entrar em casa de novo”.

Norma para comentários:
Acusações insultuosas e comentários em desacordo com o tema da matéria serão despublicados.
Comentários dos leitores (55)
mundo menos18/10/2011 0:43
mundo menos18/10/2011 0:43
lorota,,, deixa eu contar o q faziam comigo... e precisa de muita maquiagem pra deixar ele bela hein
kyle18/10/2011 0:41
kyle18/10/2011 0:41
bem q a produção desse site poderia por uma lengendinha ai neh. ... com o dinheiro dos meus programas pago a internet e nao sobra pras aulas de english kkkkkkkkkkkkkk
Pablo17/10/2011 1:53
Pablo17/10/2011 1:53
LUKAS RIO....se isso tudo que o cara disse for verdade, então foi torturas com paradas a talibas messsssssmo.
JULIM15/10/2011 18:29
JULIM15/10/2011 18:29
Por isso ela ficou com essa cara horrenda depois de tanta tortura ninguém fica bela
Lukas-rio15/10/2011 17:24
Lukas-rio15/10/2011 17:24
Estão percebendo? amigos, esse ae de baixo certamente é evangélico, como tal , é violento, mal educado.... Sai dessa irmão! O dia que uma igreja evangélica pegar a doação e queimar numa fogueira ( fogo de verdade) bem no altar, ae é diferente. Mas fica calminho ta bebe, deixa sua raiva, seu ódio, seu destempero, para suas reuniões com seu amiguinhos e seus adoraveis pastores, amém?
Para Lukas rio14/10/2011 22:06
Para Lukas rio14/10/2011 22:06
Retardado vc ....... comparar evangelicoas a taliba, pelo jeito vc nem sabe o q é taliba né sua bicha burra
A gente se acha única no mundo, mas as histórias se repetem.Adorei seu show da semana passada,vai dom firmeza e larga ele,sei mais história dele q vc nem imagina,deixa contato.
Concordo com vc...As pessoas humilham, pisam em cima das bibas q não tem grana.Vê se tem alguma biba bem sucedida q a família qr ver longe???Acho bonita a sua atitude de ter coragem de lembrar do passado.Muita gente esquece os desaforos do passado e passa por cima para conseguir sobreviver.Mas se enganar é coisa de coitado,de gente medrosa e boba.Melhor estar sozinho do q deixar se aproximar pessoas q gostam de vc pelo q vc tem e não pelo q vc é. É só ter grana e sucesso q vc vira o tio padrinho de todos sobrinhos...E olha q eu conheço uma biba q nem um relacionamento serio consegue ter e ela não percebe q a familia dela sempre vai impedir q algum cara fique com ela(eles poem defeito em todos os caras q qrem ficar com a pobre porque tem medo da mordomia acabar).Em vez de chorar,estudem e lutem para ter muita grana e o respeito virá.
thalles bezerra13/10/2011 16:35
thalles bezerra13/10/2011 16:35
sou filho de um pastor evangelico,e sofre muito com turdo isso, ele me batia, me humilhava e por fim de tudo me deu uma surra e me colocou pra fora de casa. minha mãe não tomava partido de ninguem sempre ficava na dela. ele me colocou pra fora de casa quando eu tinha 14 anos de idade. fui morar com meus avós maternos, trabalhava em uma padaria de 5 da manhã as 5 da tarde de segunda a segunda e ganhava r$80 por mês. passei muito tempo da minha vida asim. depois fui trabalhar em uma firma de trabalhadro rural. sofri muito nesta firma, pois era no meio do sol quente. passando algums anos depois, conheci um rapaz que me deu muita força e apoio, ele tinha uma empresa que estav quase falindo, ele tentava reerguer a empresa dele e me chamou pra trabalhar junto em ele. aceitei a proposta; hoje é está super bem na empresa dele e me ajudou a abrir uma pra mim tambem. as coisas estão indo tão bem que já penso em abrir uma filial. estamos trabalhando juntos e abrindo negócios junto. esse mês ele inaugura um clube aqui na minha cidade e se tudo der certo eu abro um na minha cidade tambem. em fim pra resumir minha grande história, hoje meu pai é separado da minha mãe minha mãe esta super bem de vida com um namorado que é muito bom pra ela e meu pai sempre que vem na minha cidade fica querendo conversar comigo e mendigando um abraço meu. meu namoado ja teve de ver muitas vezes ele me abraçando e querendo me beija mas eu não consigo. não tenho raiva dele mais não sou hipocrita nem idiota de deixar as coisas que ele me fez para traz e viver com ele agora que eu estou bem, como se nada tivese acontecido. as coisas são sempre asim, quando vc é um VIADINHO ninguem te dar VALOR, mas quando vc é um HOMOSSEXUAL com emprego estudo e estatus na sociedade, todo mundo, principalmente a sua familia te adora. meu conselho a todos é: ESTUDEM E VIVAM SUAS VIDAS SEM SOFRER POR QUE QUEM NÃO TE AMA, MEMSO QUE ESSE ALGUEM SEJA SUA FAMILIA.
Apollo 45 sp p/ Siririca13/10/2011 11:21
Apollo 45 sp p/ Siririca13/10/2011 11:21
Querida, abandona esse bofe.Se ele tem q suportar essa família podre vc não precisa disso.E se ele não é capaz de lhe proteger dessas agressões e ainda insiste para q vc os aceite,ele ,simplesmente, não é seu companheiro,não lhe ama e não lhe merece.Se dê o valor e caia fora e nem atenda os telefonemas dele. Passe por isso no lado oposto e todas as vezes q agrediram meu companheiro,não só fiquei do lado dele como comprei briga e deixei bem claro qm qria do meu lado.Acorda,viu?
Murilo13/10/2011 0:09
Murilo13/10/2011 0:09
Não namorem com filhos de pastores e evangélicos, são uns recalcados em sua maioria. E muito perigosos.
ADORO SEUS COMENTÁRIOS.MUITO INTELIGENTES E PRECIOSOS. ATÉ COMPREI O LIVRO Q VC RECOMENTDOU. BJS,DEIXE CONTATO APRA FAZERMOS AMIZADE.
pra Lukas Rio12/10/2011 11:49
pra Lukas Rio12/10/2011 11:49
nao lembro de ter lido aqui nesse site um comentario tao inteligente como o seu, parabens, vc resumiu mas disse tudo.
Amigos, obrigado pelas opiniões sinceras q me ajudam a por os pés no chão e enfrentar a realidade. Não tenho desejos de vingança,ódio, nem nunca reagi as agressòes da família dele,simplesmente porque ele jamais aceitaria q eu tivesse qqer atitude rude com tais pessoas.Acredito q ele acha q nunca eu poderia abandoná-lo e qto aos familiares dele,por mais q ele não assuma,tenho certeza q ele morre de duvidas sobre os sentimentos q eles nutrem por ele. Mas antes de tudo,eu mesmo preciso me amar e não me sinto protegido por ele dessas pessoas perversas e nem posso me proteger(simplesmete qria deixar bem claro q não qro mais nenhum contato). Acho q o melhor vai ser ir embora e viver a minha vida.Ele perdeu para mim o brilho ...Apesar de ter cusesso material, o encaro como um fraco manipulado por essa familia e qm ama um fraco?Não eu...vou dizer adeus sim.
Lukas Rio12/10/2011 8:56
Lukas Rio12/10/2011 8:56
Tradução: A proposito o amiguinho ta falando que sempre ve o Site do Mundo Mais comendo pipoca....
Lukas Rio12/10/2011 8:54
Lukas Rio12/10/2011 8:54
Evangelicos são os "Talibans" ocidentais, ignorantes, radicais, hipocritas sempre com interesses escusos usando de fachada uma religiosidade que eles nem sabem o que é....
Senhor Aparecido12/10/2011 8:09
Senhor Aparecido12/10/2011 8:09
Se o vídeo fosse dublado ou pelo menos legendado daria chance a que entendêssemos o que o guri está contando, que deve ser bem interessante... Ainda que trágico.
Jáder Maca12/10/2011 7:58
Jáder Maca12/10/2011 7:58
Concordo que muitas vezes as pessoas se acomodam com certas relações com medo de ficarem sozinhas. Se um companheiro, depois de dez anos, dá primazia à familia, que hostiliza o namorado, não me parece que a prioridade dele seja o parceiro. Verifica se o que nutres por ele não é dependência, ao invés de amor. Parece que estás muito mais dependente dele, afetiva e emocionalmente, do que amando-o como deveria ser um relacionamento a dois. É verdade que adversários e inimigos do ontem e do hoje são aproximados pelas circunstâncias para que com eles nos harmonizemos e dissolvamos os conflitos, mas cabe a ti, e somente a ti, ver se vale a pena sustentar uma parceria em que estás sendo alvo de pancadaria, sem que o namorado dê um basta numa situação constrangedora - e ácida - para ambos Por outro lado, é bom analisar teus comportamentos e atitudes para perceber até onde estás, ainda que no plano meramente verbal ou apenas mental, sustentando os conflitos, pensando mal da família, mandando-a à pqp, desejando-lhe que acabe no inferno, que se estrepe. Paciência tem limites. Pode ser que estejas simplesmente saturado de receber agressões dos familiares e estejas devolvendo os ataques, sem que o percebas. É, sem dúvida, uma realidade madrasta, cuja observação cabe a ti fazer se vale ou não a pena manter essa relação de uma década. Não estás te colocando no papel de vítima, de coitadinho, diante dessa reação doentia dos familiares ? Aprende a administrar este momento ou dá um tempo, afastando-te desse teu parceiro, se bem que os familiares provavelmente desejem isso mesmo, quem sabe de olho nos bens que, numa eventual morte, ele vá te deixar, como herdeiro legítimo. Há tudo isso para dissecar. E queres saber de uma coisa: acho que deverias procurar um bom psicólogo para ponderar o que está, de fato, acontecendo contigo, no plano inconsciente. Ele ou ela poderá te ajudar a refletir nesse sentido, apreciando aqueles aspectos que não vêm à tona, mas que, subterrâneos, determinam tuas ações e reações. Boa sorte e juízo !
Luciano12/10/2011 4:13
Luciano12/10/2011 4:13
Vindo de evangélicos, nada me espanta. Essa gente é doente.
Amiga, respire fundo e pese as coisas.Mas se ele não entende sua dor e seu receio já não é seu companheiro.Se a familia é capaz de ocupar o primeiro lugar na vida dele e essa familia não lhe inclue,como vcs vão construir a familia de vcs?Não se envergonhe por não perdoar as pessoas.Qto maior a correção das atitudes q temos para com os outros mais temos a certeza de qm merece partilhar do nosso convivio.Ou seja,vc não é má pq não suporta qm lhe distrata.Vc é sã.Diga adeus a esse companheiro q lhe usa como uma bengala,certamente é vc q recolhe os cacos q chegam em casa depois de uma decepção q ele tem com esses familiares.Cada um tem o q merece,deus é justo e perfeito.As pessoas se acomodam nas relações de acordo com seu padrão de vibração.Expilicando melhor,as pessoas sofrem muitas vezes porque acreditam q deve sofrer.Amiga, acorda, vai embora de casa e deixa esse vitimado com a familia dele.o mundo está cheio de gente, vc encontra outro.dez anos não é nada diante da eternidade.Coragem.
Siririca Redonda12/10/2011 0:59
Siririca Redonda12/10/2011 0:59
Lendo os comentários surgiu um drama q vivo no momento.Meu companheiro é de uma família homofóbica.Já me desconvidaram de eventos,ficaram mudos no telefone qdo atendo,fizeram cara feia para mim,me agrediram verbalmente,se negaram em me cumprimentar,foram manipuladores agindo na frente dele de uma forma e por trás de outra,interferem constantemente na nossa vida,falam coisas horriveis sobre mim, já o chantagearam em diversas datas importantes como natal,ano novo,Páscoa e ele me deixou sozinho em casa para satisfazer a necessidade deles(como tudo é de ultima hora ele vai e eu nào tenho para onde ir).Essa situação acontece a mais de 10 anos,moramos juntos ha 10 anos.Se eu digo q não qro me relacionar com os familiares dele porque já me magoaram muito ele diz q exijo demais das pessoas e não sei perdoar.Mas sei q eles sempre q tiverem oportunidade vão me agredir. Será q devo acabar minha relação por causa desse impasse?
Breno 33 p/ Apollo 45sp12/10/2011 0:41
Breno 33 p/ Apollo 45sp12/10/2011 0:41
Qdo li seu relato um filme triste passou na minha cabeça.Ao contrário de vc tenho uma família q nunca foi preconceituosa e sempre me apoiou.São todos cultos e por serem kardecistas coerentes respeitam o espaço de cada um.Conheci na noite de São Paulo um rapaz pelo ql me apaixonei.Tudo foi maravilhoso.o sexo,o companherismo,a troca intelectual.Mas as adversidades não tardaram a perturbar o nosso sonho. Descobri que a família dele era implacável comigo e com ele.Por nào ser aceito ele era extremamente carente e qqer rusga de afeto da família servia para apagar as maldades ditas,feitas ou prometidas...Me assustei com tudo aquilo.Era ódio,egoísmo,inveja e preconceito tudo misturado.Por tb ser espírita entendia q eu não precisava receber essa carga de sentimentos ruins porque não estava fazendo nada além de viver minha vida. Tudo me fazia muito mal mesmo. Depois de 7 anos juntos um fato fez o copo derramar e morrendo de dor no coração abandonei aquele rapaz fraco(vitima daquela familia,mas dependente daquela relação)...estou há 3 anos separado dele e cresci muito profissionalmente.Ele tinha mais posses q eu,mas continuou na mesma,não teve outro namorado,agora cuida de 2 sobrinhos,e pelo q sei voltou com forças para um vício q o tinha ajudado a se libertar.Ele se droga para suportar tudo...Eu o acho llindo,inteligente,mas um bebê bobo nas mãos da mãe tirana q tem.Ele ainda me procura,já me atrapalhou numa outra relação q estava iniciando...Mais jamais me submeterei ao convivio com aquela familia doente.Estou infinitamente mais feliz depois q disse tchau,baby da mamãe!
Felipe11/10/2011 19:52
Felipe11/10/2011 19:52
Claudio a vida é boa, mas temos que saber viver. Nossos corpos são apenas estágios para outras vidas. Gostei do que vc escreveu. abç
fabio11/10/2011 19:46
fabio11/10/2011 19:46
alguem teria esse vídeo dublado?
Cláudio Destino11/10/2011 15:58
Cláudio Destino11/10/2011 15:58
Muitos de nós temos histórias familiares muito áridas para contar, infelizmente. Minha mãe, que faleceu, aos 91 anos , em 6 de julho, sempre dizia que preferiria ter um filho assassino ou ladrão a sabê-lo homossexual. Quando morreu, os conflitos que tive, intensos, com ela foram dissolvidos. Hoje, ao me lembrar dela, só me vem à mente a palavra CARINHO. Sinto saudades dos tenpos em que frequentava sua casa e lhe dava amassos quando passava seus derradeiros dias sentada numa poltrona. Alguns vão descrer desse fato, mas um amigo, médium, que estava no velório, contou que ela circulava livre e felizmente na capela, liberta daquele corpo que a aprisionou à dor e à dependência de terceiros. Conversou mentalmente com ele, perguntando-lhe quem era. O cupincha confessou que mantém amizade comigo também devido à nossa comum identidade sexual. Aí ela retrucou: "Ah, tu também és homossexual ?" Ou seja, ela sabia de minha sexualidade, e a aceitava, quando ainda estava jungida ao corpo frágil e dolorido. Conto tudo isso para afirmar e reforçar a ideia de que família é uma situação complicada, na maioria das vezes, mas é possível que nos harmonizemos com nossos afetos ou, pelo menos, consigamos reduzir os conflitos e viver a vida sem tantos dissabores e sofrimentos, dependendo de nossas atitudes e escolhas. No dia 30 de setembro, realizei uma agradável reunião com amigos em minha casa. Um outro desses afetos, também médium, sentiu o vulto de minha mãe ao meu lado, feliz. É que ela sabe que não estou solitário nem mal, porque rodeado de queridos amigos e com minha vida afetiva sendo bem encaminhada. Família ? Escola de vida. Treino para viver em harmonia com os outros. Ensaio para que nos amemos de fato, apesar de nossas diferenças, muitas vezes abissais.
Para Apolo 45 sp11/10/2011 12:22
Para Apolo 45 sp11/10/2011 12:22
Oi Apolo! Tive a experiência oposta a vc. Meus pais adoram meu companheiro de 7 anos juntos. Tenho mais condições financeiras que ele, mas minha família nunca interferiu. Uma vez quase fui a falência e ele foi a pessoa, única, que me amparou e ajudou, inclusive com dinheiro. Recuperado da crise financeira, continuo a ganhar mais que ele, mas isso não interfere em nada. É tudo nosso. Ele não tem o menor interesse nas coisas materiais. A gente sabe disso quando acontece, a gente sente... Minha família o recebe como outro filho, minhas irmãs também. E ninguém é interesseiro no que tenho. Dou presentes normais e pronto. Mas se alguém passar dificuldade a gente se une e é bacana. Abraços a todos.
James11/10/2011 11:04
James11/10/2011 11:04
eu tenho a seguinte religião pra mim "amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si msm" quando eu entendo que Deus é importante pra mim e que me ama e sente esse amor eu consigo amar ao próximo sendo assim o ideal de religião aquela que realmente agrada a Deus!!!!!!abrs!!!
Apollo 45 sp11/10/2011 11:01
Apollo 45 sp11/10/2011 11:01
Gays que sofrem com o preconceito na família só tem uma opção:buscar tratamento psicologico.Tenham coragem, busquem um bom terapeuta e tudo será resolvido.desistam de mudar as pessoas,mude a sua dependência em relação a elas e tudo será resolvido.Quando tinha apenas 12 anos meu pai, um mineiro do interior, deu-me um chacoalhão e disse q preferia ver um filho morto a ter um filho gay.Me escondi e decidi estudar para ser livre.estudei muito e sou um médico respeitado no meu meio. Tenho uma vida material bastante farta e um companheiro q me aguenta a 15 anos e me faz muito feliz.Meus irmãos,todos heteros, casaram cedo e tiveram muitos filhos,estudaram pouco.Minha família até hj não aceita meu companheiro e o ofendem de tal maneira q me deixam envergonhado.Dizem a todo instante q ele só está comigo pelos meus bens(mal sabem eles q qdo eles me abandonaram,qm me fez viver foi o meu grande amigo,irmão de fato).Acham q sou obrigado a sustentar meus sobrinhos,dar casa para minhas irmãs e coisas do tipo. Se compro um imóvel novo todos ligam para mim depois de ficarem meses sem qrer ouvir a minha voz.Viajo muito com meu companheiro e jamais podemos contar sobre a viagem q muitas chantagens aparencem.Minha màe ou meu pai jamais perguntaram se sou feliz, só dizem o qto lamentam a minha vida gay,e qdo chega época de ganhar presentes ficam muito afáveis...Sofria mesmo com tudo isso e há 5 anos fui fazer terapia,hj percebo q aquela história batida de q amor materno,paterno é o maior amor do mundo não é real para todos.existem famílias e famílias.Existe muito pai e mãe egoísta no mundo.Irmãos mesquinhos e manipuladores todos sabem q tem.O melhor é perceber o qto somos manipulados por pessoas mesquinhas,interesseiras e preconceituosas.
à guerra 11/10/2011 9:57
à guerra 11/10/2011 9:57
eu sempre digo que o problema em ser gay é esta maldita mania de paz e educação que nós temos, sempre respondendo educadamente à provocações e agressões que nos são feitas cotidianamente, quando passarmos a responder na mesma frequência, ou seja, belicamente, talvez tenhamos paz, lembro, que, se queres a paz, prepara-te para a guerra
Não entendi porque vc colou e repetiu meu comentário?Queria perguntar algo?bjs
luk11/10/2011 8:56
luk11/10/2011 8:56
comentários inteligentes. parabéns ao luiz, jader, dramásio e julio mattos. e vamos em frente. o garoto, o que fizeram com ele é uma barbaridade em nome de uma religião satânica, deus não pode estar atuando em um lugar assim.
Dramásio Olaria11/10/2011 7:21
Dramásio Olaria11/10/2011 7:21
Felicidade. companheiro, é se aceitar, respeitar, ter boa autoestima, se amar e viver sua sexualidade com bom senso, equilíbrio, segurança e dignidade. Estranho é rejeitar a homossexualidade e não conseguir uma ereção diante de uma mulher gostosa. No mínimo, uma consulta a um urologista e a um psicólogo seria recomendada. Companheiro, fazer sexo com outro homem, quando ele é atraente e te dá química de pele, é muito, muito bom. Faz bem para a pele e para todo o corpo. Dois homens se beijando muito e sentindo um calafrio com esse carinho é uma sensação que nos faz levitar. Busca ajuda, companheiro, para que possas entender e aceitar tua sexualidade. Não fiques algemado a conflitos e brigando contigo mesmo em função de teus desejos sexuais e afetivos sufocados pelo medo, pela vergonha, pela repressão familiar, religiosa e social. Procura apoio científico de bons profissionais da Psicologia. Tua vida será bem mais leve e feliz. Quando não me aceitava e me agredia, cruelmente, em função da homossexualidade, era infeliz e angustiado. Agora, estou sereno e feliz, porque sou um homossexual que está, cada vez mais, se libertando de si mesmo e vivendo sua sexualidade de uma forma natural e equilibrada. Questão de tempo e de autoconstrução e autossuperação. Não cruzes os braços, e vai à luta ! FELICIDADE é sermos nós mesmos, e não o que os outros querem que sejamos.
Jáder Miguel11/10/2011 6:59
Jáder Miguel11/10/2011 6:59
Frequento há muitos anos um centro espírita em Porto Alegre, na rua Dona Luísa Rocco, 61, Glória, onde sou coordenador dos passes magnéticos. Já assumi minha homossexualidade publicamente e nunca fui discriminado, em momento algum. Todos os homossexuais que lá atuam são respeitados e vários deles ocupam cargos de chefia. Preconceitos existem em toda parte. Há encarnados e desencarnados que os alimentam em sua conduta. O Espiritismo é muito bom. Os espíritas, nem tanto. Uma coisa é a verdade e a grandeza filosófica e moral da doutrina. Outra é a resistência dos espíritas de segui-la fielmente, diante de nossas imensas falhas e lacunas, cujas raízes estão na inconsciência que ainda nos abafa. Se tu estás num centro espírita preconceituoso, nada te impede de escolher outro que não o seja. Não és obrigado a permanecer num meio que te hostilize. Não ficaria uma semana numa casa kardecista - ou em qualquer credo religioso - que me desrespeitasse e falasse mal de nós. Masoquismo não cabe na vida de ninguém. Tenta convencer teus pares de que estão equivocados. Se não conseguires fazê-lo, dá meia volta e busca outro, mais democrático, humano, generoso, arejado. Se todos nós e nossos simpatizantes fizessem isso, os frequentadores ficariam tão escassos que a casa repensaria suas condutas e seus valores. Sentiria o vácuo do desprezo de quem não aceita a discriminação, especialmente numa casa religiosa que se diz cristã. Quanto aos pais desse jovem, a cadeia, no fundo de uma galeria, seria o local para contê-los. Eles são criminosos, e religiões que patrocinam essas atrocidades são desprezíveis e espúrias. Merecem o repúdio e o asco das pessoas de bem. Esse moço deveria, há muito tempo, ter criado sua independência econômica para dar as costas a esses pseudopais e ir embora, porque eles só merecem o descaso da descendência. Cadeia, em regime fechado, para esses torturadores, lobos em pele de cordeiros. Cristãos hipócritas. Escória moral. Sucata de gente.
AIAIAIAI11/10/2011 2:19
AIAIAIAI11/10/2011 2:19
Desde quando opção sexual é um karma? aaaafffffffffffffffff
julio mattos10/10/2011 23:34
julio mattos10/10/2011 23:34
Sou kardecista, frequento um centro, o qual fui e sou sempre muito bem recebido, inclusive recebi mensagens aludindo sobre a minha homossexualidade, como tbém da homossexualidade em geral, que acredito ser um karma, que bem administrado positivamente, não há mal algum. Por que estou escrevendo sobre isto? Há pessoas e pessoas. Se o nosso amigo frequentou algum centro kardecista preconceituoso, como diria num tom "band", DANTESCO! Já frequentei outros, também não vi preconceito nenhum. Só desejo bons caminhos materiais e espirituais ao Luiz.
Luiz10/10/2011 19:13
Luiz10/10/2011 19:13
Ao rapaz que me escreveu digo que concordo também. Mas são algumas pessoas em alguns lugares. Uma vez estava fazendo um curso da FEESP e o senhor que dava o curso falava mal dos gays e da Marta Suplicy o tempo todo. Saí do curso, pois Cristo NUNCA falou contra ninguém. Agora voltei a FEESP e as colocações sobre o homossexualismo são outras. Os radicais não estão em cena. Eu sou médium e acabei de psicografar um livro onde um espírito amigo fala com "clareza" sobre o tema. Outros temos polêmicos também são focados. No livro dos Espíritos onde trata do sexo, de 200 a 202 codificado por Kardec diz: "o espírito que anima o corpo de um homem é o mesmo que anima o corpo de uma mulher". Portanto estamos estagiando em vários corpos. E a promiscuidade não é exclusividade de gay. Qualquer pessoa pode ser promíscua. Da próxima vez que eu ouvir uma asneira sobre gay no Espiritismo, vou me levantar e mostrar meus conhecimentos que, agora, são bem grandes sobre o assunto. Não vou mais fugir, pois a doutrina espírita é para gente inteligente e disposta a conhecer melhor a vida. Abraços!
Religião nada.10/10/2011 17:31
Religião nada.10/10/2011 17:31
Isso é religião MACABRA! O melhor é terminar a faculdade e fazer uma bela bomba e dar de presente para esses tipo de pais.Pooooow!Assim eles vão conhecer a verdadeira religião.Aqui se faz!Aqui se paga.O verdadeiro ceu e inferno é a terra ou melhor o próprio homem pq, ele constrói e destrói.
Ao Luis10/10/2011 17:05
Ao Luis10/10/2011 17:05
Olha eu já fui do Kardecismo e no inicio nao via preconceito, depois vi o preconceito nas palestras q eles davam. primeiro foi uma palestra dizendo o porque os seus filhos nascem homossexuais e eu fiquei tao chocado com o que era relatado segundo PSEUDO LIVROS PSCIOGRAFADOS POR ESPIRITOS PSEUDO HOMOSSEXUAIS que eu me retirei do local e nunca mais voltei. Cuidado pq se tu estudar a fundo guri o Kardecismo verá que é uma seita bem preconceituosa porem faz a linha SOMOS DO BEM. Quando na verdade ja fui acolhido muito bem numa familia testemunha de jeová que nem sequer tocavam neste assunto. CUIDADO COM A KARDECISTA! ELA NAO É DIFERENTE, neste dia da palestra no livro relatava a morte de um gay que mesmo após a morte nao se livrara do vicio do sexo. Alem de ouvir que se um gay é cremado ele sentira as dores da cremacao em morte e outras baboseiras q escutei neste lugar. OBVIO q aqueles livros nao sao psicografados e sim criados pela propria seita pra vender, CAPITALISMO SELVAGEM!
SOS.10/10/2011 14:45
SOS.10/10/2011 14:45
alguem por favor ajuda a essa criatura q se denomina FELICIDADE? nao consegui entender nada do q ela falou, nao fala coisa com coisa, raciocino completamente sem conexao, misericordia senhor dessa alma perdida em devaneios. sergio
Luiz10/10/2011 14:43
Luiz10/10/2011 14:43
Nossa olhando a história desse moço vejo como certas religiãoes são perversas em nome de Cristo, que pregou a humildade e a igualdade entre as pessoas. O que fizeram com esse rapaz é crime. Os pais dele deveriam ser presos por tortura e abuso de um menor de idade com violência. Eu não gostaria de ter pais assim. Preferia ser só! Que vida cruel. Essas religiões radicais são a perversão do mundo. O Espiritismo Kardecista ainda é a filosofia mais saudável para a humanidade e nós diferentes. O Espiritismo vê o homossexualismo apenas como uma etapa evolutiva na vida da criatura. Nada de diferente. Deus ilumine esse rapaz! Abç
Gustavo10/10/2011 14:25
Gustavo10/10/2011 14:25
Lufer, falou pouco mais falou tuuuuuuuuuuuuuuudo!
Lufer10/10/2011 14:14
Lufer10/10/2011 14:14
Há um outro fator que se impõe antes do religioso, o cultural, isso que foi relatado é a ignorancia em estado puro, mesmo porque a veradeira religião prega o amor, a tolerancia e o perdão.
drawot@ig.com.br10/10/2011 12:03
drawot@ig.com.br10/10/2011 12:03
Por isso que eu digo: quanto mais conheço os homens, mais admiro os cachorros. Aliás, cachorro, se você prestar atenção, é gente melhorada.
Gustavo10/10/2011 11:32
Gustavo10/10/2011 11:32
Pois isso é a realidade... pra ver o ponto em que chega o ser humano, achando que vai curar pelo amor né gente! por isso que odeio esses crentes! Graças a Deus sou muito Feliz, Tenho 18 anos e sou assumido pra Familia toda e pra alguns amigos, sou muito católico, e participo muito da igreja, a igreja fala que ser gay é pecado, mais gente pecado é o que você vai cometer, qual a sua intenção... caso contrario você sendo de Deus, confessando e ter paciencia, Deus vai nos amar sempre do jeito que a gente é, eu sou Feliz por causa de Deus, pois ja entrei em depressão por falta de apoio as vezes, mais Deus estava de braços abertos pra mim... me orgulho disso! então gente não seja fraco, seja pessoas de Deus e não pessoa do mundo! o mundo ta ai oferecendo de tuuudo pra gente e certas coisas vocês sabem, leva a morte, cadeia, suicida e etc... então amigos Fé em Deus, cabeça pra frente, humildade sempre, ajudar as pessoas sempre e sinceridade sempre! Deus ama tooooodos vocês! beijos agradeço o carinho :]
Felicidade?10/10/2011 11:25
Felicidade?10/10/2011 11:25
O que e felicidade para um homossexual: fazer sexo com homens? Apaixonar se pelo mesmo sexo? Se somente sexo e o que importa MAS o cara fica de pau duro pelo sexo oposto, por que não partir para o relacionamento hetero? Nada contra (principalmente porque acho que não tenho erecao com mulher MAS tenho na minha cabeça que, se possível, sairia/ me relacionaria com mulheres) e"terapias" como citadas acima não vão ajudar em nada! Mas a maioria dos casos ou conhecidos homossexuais sao homossexuais por causa do sexo SOMENTE!
edmilson10/10/2011 11:03
edmilson10/10/2011 11:03
meu Deus eu to arrasado!a que ponto chega o ser humano isso na verdade nem pode ser chamado de humano e nem animal porque ate eles se respeitam!a religiao infelizmente em vez de melhorar as coisas esta colocando tudo a perder com uma bandeira falsa que defendem a violencia em nome de Deus!enquanto nao aprovar o projeto que pune a homofobia vamos ter que conviver com o medo e violencia é o fim do mundo.
claprudente.s@hotmail.com10/10/2011 10:58
claprudente.s@hotmail.com10/10/2011 10:58
Lendo os comentários anteriores pergunto: será mesmo a religião responsável por condutas tão deploráveis por parte justamente dos genitores? Ou é mesmo a ausência de empatia,compaixão e o excesso de orgulho os responsáveis por condutas deploráveis?Por que as pessoas tem tanta dificuldades em assumir q nem todo mundo nasceu para ser pai ou mãe?Existem pessoas egoistas o suficente para fazer sofrer qqer filho q venha dela,enquanto aquelas q tem aptidão para criar fazem sacrificios absurdos q jamais serão revelados para ver a felicidade do filho. Já conheci um filho de um bispo de uma grande igreja crente q deu todo apoio ao filho.Tb já conheci filho de catolicos q foi expulso de casa. Sou uma pessoa segura de mim e respondo sempre na mesma moeda.Realmente, o q é triste, é q de um modo geral, filhos de familias homofobicas são sempre inseguros e dominados por essas familias(Ler Punir e Vigiar, sobre assédio moral)
Siririca Redonda10/10/2011 10:26
Siririca Redonda10/10/2011 10:26
Lendo os comentários anteriores pergunto: será mesmo a religião responsável por condutas tão deploráveis por parte justamente dos genitores? Ou é mesmo a ausência de empatia,compaixão e o excesso de orgulho os responsáveis por condutas deploráveis?Por que as pessoas tem tanta dificuldades em assumir q nem todo mundo nasceu para ser pai ou mãe?Existem pessoas egoistas o suficente para fazer sofrer qqer filho q venha dela,enquanto aquelas q tem aptidão para criar fazem sacrificios absurdos q jamais serão revelados para ver a felicidade do filho. Já conheci um filho de um bispo de uma grande igreja crente q deu todo apoio ao filho.Tb já conheci filho de catolicos q foi expulso de casa. Sou uma pessoa segura de mim e respondo sempre na mesma moeda.Realmente, o q é triste, é q de um modo geral, filhos de familias homofobicas são sempre inseguros e dominados por essas familias(Ler Punir e Vigiar, sobre assédio moral)
Jade Antropofágica10/10/2011 10:16
Jade Antropofágica10/10/2011 10:16
Sou de uma família católica q nunca me deixou sofrer com o preconceito.Porque a fé deles é sincera(e eu não há qqer coer6encia num cristo q discrimina). Já tive um relacionamento de 5 anos com um rapaz com a familia da Testemunhas de Jeová,pasmem: nos aceitarm em pouco tempo e nos tratavam com grande carinho(mesmo frequentando toda semana o Salão do Reino).Agora, iniciei um namoro com um rapaz de Minas Gerais, cuja família católica toma as atitudes mais terríveis e dizem q é em nome da fé deles.Eles o humilham o ano inteiro.Depois, qrem passar férias no apartamento dele na Riviera de São Lourenço e o pobre aceita tudo isso.Fui questioná-lo e ele fala q as crianças da família(sobrinhos) não podem ser envolvidos nessa historia, mas qm vem passar as ferias são os pais e irmãos dele. O problema é q esse rapaz tem preconceito dele mesmo e acha q todo dinheiro q ele dá para família é uma obrigação pelos transtornos q ele causou por ter nascido gay. Estou deixando de amá-lo...
Aretuza Medusa10/10/2011 10:05
Aretuza Medusa10/10/2011 10:05
Tenho graças a deus uma familia maravilhosa.Culta e livre de preconceitos.Poderia dizer q tenho uma familia com mais compainhão e menos egoísmo...Tenho um relacionamento de mais de 10 anos(moramos juntos).A familia dele sempre o humilhou e desprezou.Mas justamente por isso,por sentir-se inseguro qto a esse amor familiar,eles o manipulam com facilidade. Qqer fagulha de um suposto amor é suficiente para ele perdoá-los das atitudes mais condenaveis. Eu o amo,mas nunca havia conhecido a face do preconceito.Muitas vezes quis deixá-lo exclusivamente por essa relação doentia com essa família terrível. Temos uma situação financeira muito boa q nos permite fazer tudo o q gostamos, já rodamos o mundo, mas o tempo todo temos q lhe dar com chantagens q tem um único objetivo:estorquir dinheiro do coitado.Se bem q já o deixei de considerar como coitado, por nunca ter reagido acho q ele bem merece o q passa.Só considero q se tudo continuar assim qm não vai suportar mais serei eu q realmente sei o q é uma familia q te ama de verdade.Cuidado: gente egoísta, calculista,interesseira escondem suas intenções condenáveis por trás de um sentimento nobre: o amor. Qdo alguém lhe machucar supostamente em nome do amor peça para nomear tal atitude sem usar a palavra amor e saberá o q realmente lhe fizeram.Ao contrário de um acomentário anterior:não tenho pena de gente iludida.Cada um colhe o q planta.Qdo se é um menor de idade indefeso,não se tem escolha em suportar uma família maldosa,mas depois disso,qm suporta é bobo mesmo.
Marcos Alexandre10/10/2011 9:54
Marcos Alexandre10/10/2011 9:54
Verdade seja dita - não sei em quem mais podemos colocar a culpa dessa tamanha ignorância de muitas famílias. Misturar religião com o comportamento sexual é absurdo. Desculpe falar assim.... Maldito sejam os pais deste menino e dos mais diversos que existem neste planeta. Religiões como: BATISTA - TESTEMUNHA DE JEOVÁ - EVANGÉLICO DE QUALQUER RAMO..... E OUTRAS MAIS - TUDO HIPOCRISIA - TUDO UMA CAMBADA DE FALSOS PROFETAS E DE FALSOS FIÉIS.
Simoninha 3210/10/2011 9:53
Simoninha 3210/10/2011 9:53
O q mais me entristece são as bixas q a família despreza o tempo todo(não frequentam a casa do gay,não aceitam q o companheiro frequente a casa deles) mas se lembram da bixa toda vez q passam por dificuldades financeiras.Colocam a bixa como padrinho/madrinha dos filhos deles e a iludida acha q é amada. Depois,qdo a bixa morre aparecem na casa dela e repartem tudo entre eles e o pobre companehiro de uma vida toda se não qser suportar uma briga na justiça,fica sem nada,é expulsod e casa. Se alguém lhe odeia, vc tem todo o direito de odiá-la tb, se alguém não lhe respeita,não dê respeito...Tenho um amigo mais velho(56anos) q o companheiro morreu(ficaram 15 juntos), e a família do falecido q durante esses 15 anos nunca pôs os pés na casa deles, veio correndo para saber o q tinha dentro da casa.A mãe chorava e se portava no enterro como a melhor das mães. Meu amigo nem ao enterro foi(porque o ameaçaram).Depois meu amigo entrou em depressão,achou toda a situação humilhante demais e ficou sem nada.Teve q recomeçar do zero. E as iludidas q tem essa família q o tolera como gay(mas nem qrem contato com seus companheiros ou amigos gays) q abram os olhos...Antes q não possam abrir mais
Miguel10/10/2011 9:05
Miguel10/10/2011 9:05
MALDITAS RELIGIÕES!!! Enquanto as pessoas associarem homossexualismo ao capeta, vamos continuar sofrendo assim...
Ivan10/10/2011 8:57
Ivan10/10/2011 8:57
Pelo fato relatado, então, esse seria o motivo de muitos gays jovens se suicidarem. Passam por torturas psicológicas dos próprios pais evangélicos e desvairados e da igreja conservadora e fora de contexto. Mas apesar de sua adolescência traumática, hoje curte os prazers homossexuais ardentemente. Não me lembro em qual número de página de vídeos o vi. Tem um bom pau e senta gostoso no pauzão do gay o qual se relacionava. Com certeza, superou, e é isso o que importa!
Bruno - SP10/10/2011 8:49
Bruno - SP10/10/2011 8:49
È isso o q as religiões fazem desde q o mundo é mundo!
Faça seu comentário!
Nome

Faça seu comentário:

LEIA TAMBÉM
LEIA MAIS
21/08/2014 NOTíCIAS » Casal gay é discriminado em bar de Santos, e dono reitera homofobia no Facebook.
21/08/2014 NOTíCIAS » Candidato a deputado federal, André Pomba apresenta projetos para a comunidade LGBT.
20/08/2014 NOTíCIAS » Grand Metrópole recebe pré-party do Arena Festival nesta sexta-feira. Confira!
20/08/2014 NOTíCIAS » Após polêmica, Paulo Gustavo justifica ser contra Parada LGBT.
19/08/2014 CINEMA » Arnold Schwarzenegger pode interpretar primeiro papel gay em filme, segundo diretor.
19/08/2014 SAúDE » Inclua 12 alimentos na dieta para turbinar o ganho de músculos.
18/08/2014 NOTíCIAS » Candidata a deputada estadual, Luisa Stern revela 10 propostas para a comunidade LGBT.
18/08/2014 BELEZA » Conheça produtos específicos para os cabelos masculinos.
Pedro
Twitter
Facebook
© Copyright 2013 MundoMais. Todos os direitos reservados.